Joaquim Barbosa, ex-ministro do STF, declara voto em Haddad

 Ex-presidente do Supremo ganhou visibilidade ao relatar processo do Mensalão, em 2012

 

joaquim barbosa
Joaquim Barbosa declara voto em Fernando Haddad. Foto: Divulgação/STF

 Ex-presidente do Supremo ganhou visibilidade ao relatar processo do Mensalão, em 2012.

O ex-presidente do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa, que ganhou visibilidade ao relatar o Mensalão contra o PT, em 2012, declarou neste sábado (27/10) que votará neste segundo turno no candidato petista à Presidência da República, Fernando Haddad, que disputa o pleito com o capitão da reserva Jair Bolsonaro (PSL).

Votar é fazer uma escolha racional. Eu, por exemplo, sopesei os aspectos positivos e os negativos dos dois candidatos que restam na disputa. Pela primeira vez em 32 anos de exercício do direito de voto, um candidato me inspira medo. Por isso, votarei em Fernando Haddad”, disse Barbosa pelas redes sociais.

O ex-ministro do STF é filiado ao PSB e foi sondado pela sigla para a disputa a Presidência da República nas eleições deste ano, mas depois recusou a proposta. O partido de Barbosa apoia Haddad neste segundo turno.

.