15 de junho de 2021

Hospital de Urgência de S.Bernardo comemora 1º ano com 10 vidas salvas por dia

Mais visitadas

Desde a inauguração, equipamento foi destinado exclusivamente para o tratamento de paciente com Covid-19

Prefeito Orlando Morando esteve no Hospital de |urgência para cumprimentar os funcionários pelo resultado alcançado em um anos. Foto: Divulgação/PSBC-Ricardo CassinConsiderado o maior equipamento de referência no tratamento da Covid-19 construído no país, o Hospital de Urgência (HU) de São Bernardo completou, nesta sexta-feira (14/05), seu 1° ano em funcionamento, com uma média de 10 vidas salvas por dia, reforçando a marca do município com a menor letalidade por coronavírus, entre as cidades do Grande ABC, de acordo com a plataforma Info Tracker.

O prefeito Orlando Morando esteve hoje no HU cumprimentando os 1.500 funcionários, entre médicos, enfermeiros, profissionais de limpeza e segurança, pela marca alcançada. Na sua avaliação, foi uma decisão acertada ter destinado o equipamento para o tratamento do coronavírus. “Quando inauguramos o equipamento, dobramos a capacidade de atendimento hospitalar para pacientes de Covid-19 no município e ninguém ficou sem leito, até o momento, inclusive pacientes de outras cidades”, relatou.

INVESTIMENTO – Com investimento de aproximadamente R$ 200 milhões, entre a obra, mobiliário e equipamentos, inicialmente, o HU seria destinado a substituir o Hospital Pronto-Socorro Central no serviço de urgência e emergência do município e teria apenas 20 leitos de UTI. O esforço contínuo da Prefeitura de São Bernardo para garantir assistência à população durante a pandemia causada pela Covid-19 permitiu a ampliação da unidade, que hoje conta com 89 leitos de UTI e outros 170 de enfermaria.

“Tivemos a parceira do Estado e da União, com envio de recursos que foram fundamentais para que pudéssemos atender todos estes pacientes. Neste primeiro ano, o custo para os cofres municipais foi de R$ 113 milhões para manter toda a estrutura funcionando”, reforçou o chefe do Executivo.

SUPERAÇÃO – Dentre as muitas vidas salvas, a história de Dona Adelaide Nascimento de Souza, de 62 anos, é especial. A paciente foi uma das que permaneceu por mais tempo sob os cuidados da equipe do HU: foram 84 dias de internação. A filha, Jussara de Souza, relata a emoção no momento da alta.

“Ela foi uma guerreira, passou 21 dias intubada, teve muitas complicações, voltou para a UTI por duas vezes, depois de ter ido para a enfermaria. Se não fosse a dedicação e o cuidado de todos os profissionais de Saúde, poderia não tê-la aqui comigo hoje, então nossa família só tem a agradecer, por eles, e pela saúde da minha mãe”, descreveu Jussara.

O hospital atendeu ainda Valentina Silva da Cruz, de apenas um ano de idade, que precisou de internação, devido à baixa saturação. A mãe Marta agradeceu muito pelo tratamento da filha. “ A estrutura do hospital é maravilhosa, quando me informaram que ela teria que ficar internada não me preocupei, porque vi o cuidado com que ela já estava sendo atendida por toda equipe”, contou Marta.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações