Filho do ex-prefeito Gilson Menezes é eleito conselheiro tutelar em Diadema

José de Barros Freitas, conhecido como professor Miranda, foi o mais votado com 1.437 votos

 

Gilson Menezes Júnior, filho do ex-prefeito Gilson Menezes, é eleito conselheiro Tutelar em Diadema. Foto: Divulgação/Facebook

 

Diadema elegeu neste domingo os novos conselheiros tutelares da cidade para gestão 2020-2024. A votação contou com 25.540 votos, sendo 47 em branco e 217 nulos. Os 52 candidatos, juntos, obtiveram 25.276 votos válidos. Entre os eleitos está Gilson Menezes Júnior, filho do ex-prefeito Gilson Menezes, que comandou a cidade por dois mandatos (1983- 1988 e 1997-2000). Ele obteve 949 e ficou em terceiro lugar.

Gilsinho, como é conhecido, usou a popularidade do pai e entregou até uma carta do ex-prefeito pedindo votos para ele na eleição do Conselho Tutelar. Outra novidade neste conselho é José de Barros Freitas (Professor Miranda), que obteve 1.437 votos.

A posse dos novos conselheiros será em 10 de janeiro de 2020, na Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente (RECAD). Antes disso, os conselheiros e suplentes deverão participar no curso de formação inicial no período de 14 a 18 de outubro.

A cada quatro anos há processo de escolha para Conselheiros Tutelares. São eleitos 5 titulares e suplentes para cada um dos três conselhos do município. O Conselho Tutelar é um órgão responsável por zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente definidos na Lei Federal 8.069/90, do ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente. Entre as atribuições do Conselho Tutelar estão atender denúncias feitas pelas crianças, adolescentes, famílias, comunidades, cidadãos e órgãos públicos. Além disso, também escuta, orienta, aconselha, encaminha e acompanha os casos aplicando medidas de proteção pertinentes a cada situação para crianças e adolescentes. O Conselho também faz requisições de serviços públicos necessários à efetivação do atendimento adequado. No primeiro trimestre deste ano, os Conselhos Tutelares realizaram cerca de 1.100 atendimentos.

As despesas de funcionamento e atividades dos Conselhos Tutelares são responsabilidade da Secretaria de Assistência Social e Cidadania, para fins de execução orçamentária, manutenção da infraestrutura e recursos humanos indispensáveis ao funcionamento. Essa vinculação se refere apenas às questões operacionais e de infraestrutura, não sofrendo qualquer interferência no que diz respeito às atribuições legais previstas pelo art. 136 do ECA.

Já o Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA) é o responsável por nomear e dar posse aos membros dos Conselhos Tutelares acompanhando administrativamente as atividades dos membros. Visando a garantia do cumprimento de sua função institucional, sempre que necessário, o CMDCA encaminha os casos para a Comissão de sindicância apurar eventual falta cometida por conselheiro tutelar no exercício de suas funções.

Confira a lista dos candidatos eleitos:

José de Barros Freitas (Professor Miranda) – 1.437

Patrícia Santana Vieira (Patricia Santana) – 973

Gilson Luiz Correia de Menezes Junior (Gilson Menezes Jr.) – 949

Jessica Alves da Silva (Jessica Alves) – 944

Edgard de Souza Correia (Edgar de Souza) – 925

Francelino do Nascimento (Francelino) – 923

Juliana Calicchio Andrade (Juliana Calicchio) – 919

Sueleide Ramos Ferrari (Companheira Leda) – 866

Lucilena Alexandre Silva Arcanjo (Lú) – 827

Meire Renata Dantas Nascimento (Meire Renata) – 808

Juliano Procópio de Souza (Juliano Souza) – 801

Renato Gomes Moreira (Renato) – 794

Marli Bezerra de Vasconcelos (Marli Vasconcelos) – 785

Maria do Socorro da Silva (Socorro Silva) – 735

Maria Aparecida dos Santos (Cida Santos) – 694

A relação oficial dos candidatos eleitos também será publicada no Diário Oficial desta terça-feira, 08/10.

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*