26 de novembro de 2021

“Eu achava que a relação com o meu chefe era normal. Ele falava: nossa, você está gostosa”

Mais visitadas

Primeira Temporada da série Mulheres Iluminando o Mundo, que conta os desafios para vencer no mercado de trabalho, será exibida em plataforma aberta de 10 a 15 de novembro

Primeira Temporada da série Mulheres Iluminando o Mundo será exibida em plataforma aberta de 10 a 15 de novembro. Foto: Divulgação

Desigualdades salariais, dificuldade na ocupação de cargos de liderança, assédio. Essa é a realidade das mulheres no mercado de trabalho, relatada por oito depoentes que integram a primeira temporada da série Mulheres Iluminando o Mundo, realização da Umiharu Produções Culturais e Cinematográficas, com apoio da ONU Mulheres e Rede Brasil do Pacto Global da ONU. O documentário, que teve pré-estreia no dia 28 de outubro, volta em plataforma aberta a pedidos, e ficará disponível de 10 a 15 de novembro. Além do documentário, nesta quarta-feira (10/11), será exibida a primeira pílula de filme, com a história de Aline Maria da Silva, motorista parceira 99, e, em seguida, o relato será tema de debate. A estreia do filme em sala de cinema está prevista para o primeiro trimestre de 2022.

Formada por um média-metragem de 37 minutos e oito pílulas de filmes documentários de 5 minutos cada, a primeira fase do projeto reflete a importância de continuar relatando as histórias femininas. “Se queremos pensar numa sociedade justa e inclusiva, não podemos abrir mão da capacidade das mulheres de gerarem bens coletivos. Então, o quanto não será rico ter mulheres protagonistas nos ambientes de poder e de decisão? Em todos os campos da sociedade, sua participação apresenta um diferencial construtivo de esperança e capacidade de reconstrução!”, afirma Gisela Arantes, idealizadora do projeto. Além de ter escrito e dirigido o filme, Gisela é cineasta, autora, diretora, empresária cultural e arte-educadora.

A diretora relata que a inspiração para produzir o filme veio justamente dessa inquietação, no sentido de provocar na sociedade uma reflexão sobre o poder de protagonismo das mulheres na transformação da sociedade.

“Acredito que a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres, assim como a equidade que também é abordada no filme, são preponderantes para chegarmos ao compromisso dos direitos de todos. Para além disso, me interessa o ‘ser feminino’, o arquétipo que está à frente da época e das relações sociais, aquilo que é intrínseco ao universo da mulher e por isso capaz de transcender as barreiras da sociedade e dos costumes estabelecidos”, ressalta.

O documentário conta a história de oito mulheres, que, a partir de seus cotidianos, inspiram, mobilizam e são pioneiras no que fazem. Tendo como ponto forte a diversidade étnica, regional e sociocultural, a iniciativa tem como inspiração os sete princípios de empoderamento da ONU Mulheres (WEPs). Dentre eles, destaca-se: “Tratar todas as mulheres e homens de forma justa no trabalho, respeitando e apoiando os direitos humanos e a não-discriminação”.

De acordo com o Fórum Econômico Mundial, a realidade brasileira mostra que a desigualdade de gênero no trabalho só acabará em 2276, se continuarmos a negligenciar a relevância do trabalho feminino. Em 2019, um estudo feito pelo IBGE mostrou que mulheres ganham menos do que os homens em todas as ocupações selecionadas na pesquisa.

O Projeto Mulheres Iluminando o Mundo é uma ação do Ministério do Turismo e Governo Federal, através da Lei de Incentivo à Cultura, com a concepção e gestão da Umiharu Produções Culturais e Cinematográficas e conta com o patrocínio da EY, Arteris, 99, o copatrocínio do ABN-Amro e SMBC (Banco Sumitomo Mitsui Brasileiro), além do apoio da Rede Brasil do Pacto Global da ONU, ABBI, 30% Club, Talenses Group e do apoio cultural da InnSaei.TV. A série será composta por quatro temporadas, sendo que a segunda fase do projeto abordará a realidade de mulheres refugiadas, com apoio da ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados).

Mulheres com histórias reais

Antropóloga e curadora adjunta do Museu de Arte de São Paulo, Sandra Benites, da etnia Guarani, é uma das protagonistas do média-metragem. Ela destaca que a diversidade possibilita que outras vozes expressem suas perspectivas de mundo.

“A narrativa é o que compõe um sistema que explica a nossa trajetória, forma de ser e existir no mundo. Por isso que essas narrativas precisam ser contadas a partir de perspectivas diversas. É preciso dar visibilidade a olhares diferentes do branco hegemônico!”, destaca.

Major do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Karla Lessa, outra depoente da obra, ressalta que a afirmação do protagonismo feminino, a partir de documentários como Mulheres Iluminando o Mundo, contribui para que os estereótipos sobre mulheres sejam mudados.

“Percebo que há um esforço do cinema para divulgar os diferentes aspectos das mulheres, ampliando os espaços ocupados por elas e mostrando a sua diversidade. Os estereótipos vão aos poucos sendo alterados”, afirma ela, que é a primeira mulher comandante de helicóptero do corpo de bombeiros.

Primeira Pílula de filme e Debate

Aline Maria da Silva, motorista parceira 99, é a primeira depoente a ter sua história relatada na série de oito pílulas que complementa o projeto. Ela conta sua história de transformação, a partir do momento que entende os mecanismos do machismo no ambiente de trabalho: “Eu achava que a relação com o meu chefe era normal. Ele falava: nossa, você está gostosa. Hoje eu vejo como aquilo era abusivo”, desabafa Aline. Atualmente, se sente com mais autonomia e brinca dizendo que virou referência de sucesso e independência entre as amigas.

Aline Maria da Silva, motorista parceira 99, é a primeira depoente a ter sua história relatada na série. Foto: Divulgação

Após a exibição da pílula, que tem cinco minutos de duração, será realizado o debate Empoderamento Econômico de Mulheres: impactos individuais e coletivos, no qual, inspirados pela história da Aline, os participantes irão conversar sobre a necessidade de se criar espaços de inserção de mulheres no mercado de trabalho, para que conquistem autonomia financeira e revolucionem suas histórias de vida.

A mesa virtual, com mediação de Adriana Carvalho, CEO da Generation Brasil, será composta por Gisela Arantes, diretora e roteirista do documentário, Aline Maria da Silva, depoente e motorista parceira 99, Juliana Biasi, diretora de marketing da 99, Viviane Duarte, CEO fundadora do Plano Feminino, Rodrigo Vianna, CEO da Mappit/ Talenses Group, um dos Co-Fundadores da Aliança para o Empoderamento da Mulher e membro Aliado do programa Ganha-Ganha da ONU Mulheres Brasil.

 Sobre Gisela Arantes:

Cineasta diplomada pela Universidade Anhembi-Morumbi, é roteirista e diretora. Aprimorou-se com Caio Gullane, Lauro Escorel, além de cursar Cinema Total, do Instituto Nacional de Cinema. Formou-se também como atriz pelo Teatro Célia Helena e complementou seus estudos com Denise Stoklos, Luís Alberto de Abreu e J. C. Viola. Protagonizou o programa “Glub Glub”, grande sucesso da Rede Cultura de Televisão. Capacitou-se como empresária cultural, cursando marketing, gestão do terceiro setor e empreendedorismo, com certificações também pelo Sebrae.

Em 2019 escreveu e dirigiu Mundo Sem Porteira – um alerta contra a exploração sexual de crianças e adolescentes. O Documentário ganhou 3 Prêmios Internacionais: Melhor Fotografia no 4o Indian World Film Festival e no 8th Noida International Film Festival, além de ser contemplado com a Menção Honrosa do Júri, no 8o Delhi Shorts International Film Festival, na Índia. Lançou recentemente A Cura Tem Cara, série de filmes documentários para saúde, bem-estar e ânimo da população, com impacto a cerca de 2,6 milhões de pessoas.

Sobre a Umiharu Produções Culturais e Cinematográficas:

A Umiharu cria e produz projetos audiovisuais e teatrais de alcance social nas áreas de cultura e educação, sempre orientados por conceitos humanistas de Sustentabilidade e Ética. Há 13 anos no mercado, integra a Rede Brasil do Pacto Global da ONU, oferecendo Projetos de causa que geram interação das comunidades com o poder público e as empresas, a partir de temas de impacto relacionados aos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, da ONU.

Além de produtos próprios, a empresa cria, desenvolve e faz a gestão de Projetos para marcas que desejam democratizar o acesso ao conhecimento e estimular a criatividade do público, colaborando para a construção de uma sociedade mais justa, bela e humana.

SERVIÇO

Estreia online – 10 de Novembro

Horário: 19h – exibição da primeira pílula e debate

Horáiro: 20h – exibição do filme, disponível até 15/11

Local:  https://bit.ly/estreia_mulheres_iluminando_mundo

 TEMA: Empoderamento Econômico de Mulheres: impactos individuais e coletivos

Descritivo: Inspirada pela história da Aline, o debate abordará a necessidade de se criar espaços de inserção de mulheres no mercado de trabalho, para que conquistem autonomia financeira e revolucionem suas histórias de vida.

 

Participantes:

Gisela Arantes, Diretora e Roteirista do documentário

Aline Maria da Silva, depoente e motorista parceira 99

Juliana Biasi, diretora de marketing da 99

Viviane Duarte, CEO do Plano Feminino

Rodrigo Vianna, CEO da Mappit/ Talenses Group, um dos Co-Fundadores da Aliança para o Empoderamento da Mulher e membro Aliado do programa Ganha-Ganha da ONU Mulheres Brasil.

Mediação: Adriana Carvalho, CEO Generation Brasil

 

Entre na plataforma pela web: innsaei.tv

Clique no canto superior direito ACESSAR

Clique abaixo na cédula em CADASTRE-SE

Você pode cadastrar-se pela conta GOOGLE, conta FACEBOOK, ou completar NOME, EMAIL e criar SENHA. Clique no canal Mulheres Iluminando o Mundo. Bom Debate e Filme!

 

 

Site:https://www.mulheresiluminandomundo.org

INSTAGRAM: @mulheres_iluminando_mundo

FACEBOOK: https://www.facebook.com/Mulheres-Iluminando-o-Mundo-101095219032856

TWITTER: https://twitter.com/mulheresilumina

LINKEDIN: https://www.linkedin.com/in/mulheres-iluminando-o-mundo-a1b009221/

YOUTUBE: https://www.youtube.com/channel/UCtKpbAhrOIrH_ZCY91uzigA

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações