Donisete Braga entra na Justiça Eleitoral contra Atila Jacomussi

Ex-prefeito afirma que o chefe do Executivo faz campanha durante expediente da Prefeitura e aponta suposto abuso do poder

Donisete Braga entra na Justiça Eleitoral contra Atila Jacomussi. Foto: Divulgação/Facebook

 

O ex-prefeito de Mauá Donisete Braga (PDT) entrou na Justiça Eleitoral contra o prefeito da cidade de Mauá, Atila Jacomussi (PSB), que busca a reeleição.

De acordo com Donisete, Atila desrespeita a lei eleitoral ao realizar campanha durante seu expediente de trabalho. Segundo ele, o candidato do PSB esteve na manhã desta terça-feira (13/10), por volta de 10h, no Jd. Zaíra, onde realizou reuniões em residências e empresas, fez discursos e até pediu voto.

O prefeiturável ainda cita que nesta quarta-feira (14/10), 11h, Atila esteve na feira do Jd. Itapeva, enquanto sua mulher Andrea Rolim, secretária da cidade, marcou presença na feira do Parque São Vicente, na manhã da última terça (13/10) e, na quarta, esteve na feira do Santa Lídia, também pela manhã.

“Além de Atila e Andrea, demais secretários e comissionados também não respeitam a lei desde o começo da pandemia e pré-campanha.  O ato de Atila Jacomussi é proibido pela Lei eleitoral. A regra está prevista na Lei das eleições 9504/1997, artigo 73, e evita o uso de cargos e funções públicas em benefício de determinadas candidaturas e partidos. Regramento que assegura a preservação da isonomia (igualdade) de oportunidades entre candidatos. As ações de Atila se enquadram como crime de abuso de poder e poderá incidir aplicação de multa ou até a cassação do registro”, alegou Donisete, ao acrescentar que Atila desrespeita a população ao publicar os fatos nas redes sociais.

O prefeito de Mauá emitiu nota oficial na qual diz trabalhar de 16h a 18h por dia. Ele critica a postura do adversário.

“Lamentamos que a publicação do candidato Donisete Braga tenha atribuído falsa noticia de cometimento de crime ou de abuso de poder, inclusive valendo-se de lei que trata de tema diferente. Prefeito é um cargo de responsabilidade, que não possui carga horária definida, e como é sabido, o Prefeito e Candidato a Reeleição Atila trabalha 16, 18 horas por dia, revezando-se em reuniões, prestações de contas, caminhadas, despachos administrativos e outras atividades, sempre ouvindo a população, que são competência de sua função. É falsa e tendenciosa a publicação na tentativa de manchar a imagem e a atividade do Prefeito Atila. Iremos apresentar defesa nos autos e exigir retratação”, concluiu.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*