16 de janeiro de 2022

Dois lagartos, uma saracura e uma cobra cipó são salvos em Ribeirão Pires

Mais visitadas

Os quatro animais resgatados pela equipe ambiental

cobra
Cobra é resgatada por equipe de proteção ambiental de Ribeirão Pires. Foto: Divulgação/PRP

A Secretaria de Meio Ambiente, Habitação e Desenvolvimento Urbano de Ribeirão Pires, por meio do Departamento de Proteção à Fauna e Bem Estar Animal, realizou o resgate de quatro animais na última terça-feira, dia 16: uma saracura, que foi atacada por um gato em Ouro Fino, dois lagartos (um que ficou preso em um galpão no Bosque Santana e um filhote encontrado em uma loja na região central), além de uma cobra Cipó que estava próxima à Represa Billings.

Nos quatro casos, o departamento foi acionado por munícipes. Todos os animais passaram por exames. O lagarto adulto e a cobra já foram devolvidos à natureza. Já o filhote de lagarto e a Saracura estão passando por tratamento na sede do departamento e voltarão à vida selvagem assim que estiverem aptos.

Lagarto teiú

Também chamado de “teju açu”, “lagartiu”, “jacuraru”, entre outros nomes, o lagarto tem em média 1.4 metro, podendo até mesmo passar de dois metros em alguns casos. Ele consegue se adaptar a diferentes biomas, desde florestas úmidas, como a Atlântica, presente na Estância, até mesmo o cerrado.

lagarto resgatado
Lagarto consegue se adaptar a diferentes biomas. Foto: Divulgação/PRP

Saracura

Muito comum em vários países da América do Sul, a ave está presente na maioria das florestas úmidas do nosso país, assim como, a floresta Atlântica presente na Estância. Ele mede cerca de 35 centímetros e pesa em torno de 540 gramas.

Saracura
Saracura estava ferida e passa por um tratamento na base. Foto: Divulgação/PRP

Cobra cipó

São serpentes comuns em região de mata Atlântica, e podem ser tanto terrestres, quanto arborícolas. Elas se alimentam de pequenos répteis e anfíbios, assim como pequenos mamíferos e aves.

Para denúncias, salvamentos ou entregas voluntárias os números para contato são: (11) 4824-4197 ou (11) 9 7211-1112, este último também aceita mensagens via WhatsApp.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações