Desaparecimento de professor há 9 dias gera preocupação em S.Bernardo

Mais visitadas

Educador saiu de casa com R$ 2 mil no bolso e disse que ia para a casa de uma amiga em São Paulo, mas foi visto pela última vez no Terminal Barra Funda

professor Fernando Tolentino
Desaparecimento do professor Fernando Tolentino há 9 dias gera preocupação em São Bernardo. Foto: Divulgação

Familiares então em busca de respostas sobre o paradeiro de Fernando Tolentino, 38 anos, um educador da rede municipal que desapareceu no último sábado, dia 3 de fevereiro. O professor, morador da Rua dos Vianas, foi visto pela última vez após sair da casa de uma amiga e se dirigir ao terminal Barra Funda, na capital. Tolentido já foi presidente do Psol e também atua no Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos).

Manoel Tolentino, pai de Fernando, relatou que o filho estava enfrentando um quadro depressivo. No dia do desaparecimento, Fernando não levou seu celular, mas tinha consigo R$ 2 mil, e vestia uma calça de moletom cinza, uma camisa vermelha, um chapéu de sol verde e uma mochila preta. A falta de notícias desde então tem causado grande angústia na família e entre os colegas de trabalho.

“Me encontrei com meu filho em 23 de dezembro e percebi que ele estava com depressão. Estamos aflitos, a mãe dele está desesperada, a mulher dele e amiga também. Mas eu tenho fé que vou encontrá-lo”, afirmou o pai, Manoel Tolentino.

O pai disse que trabalhou 30 anos como policial militar e hoje está aposentado. “Tenho experiência nessa área de segurança e hoje fui até o terminal Barra Funda e pedi a gravação da entrada dele no terminal no dia 3 de fevereiro, por volta das 09h30”, contou.

A polícia investiga o caso e apela para que informações que possam levar ao encontro de Fernando sejam comunicadas.

Quem tiver informações que possa ajudar a encontrá-lo, entre em contato com o professor Aldo Santos (11) 98250-5385, ou com o professor Dinailton (13) 98112-5615. Os contatos também são whatsapp.

Mais publicações

Últimas publicações