2 de julho de 2022

Corpo de motorista de aplicativo que havia desaparecido é encontrado

Mais visitadas

Cadáver de Vando dos Santos Nascimento foi localizado em uma represa do município de Mairiporã

motorista de aplicativo morto
Corpo de Vando dos Santos Nascimento foi localizado em uma represa do município de Mairiporã. Foto: Divulgação

O corpo do motorista de aplicativo Vando dos Santos Nascimento, de 33 anos, foi encontrado nesta sexta-feira (07/01) na Represa da Cantareira, que fica na estrada Prefeito Luiz Salomão Chamma, no município  Mairiporã.

Vando estava desaparecido desde 2 de janeiro. Antes de sumir, ele havia avisado a esposa que faria uma corrida particular por volta de 23h. Após esse contato, a família não recebeu mais informações dele.

O veículo que Vando usava para fazer corridas com o aplicativo foi localizado pela Polícia em 3 de janeiro, na comunidade Boi Malhado, zona norte de São Paulo.

O motorista de aplicativo já tinha sido roubado em 24 de dezembro. Os criminosos haviam subtraído o carro e a carteira dele e, por conta disso, seus cartões bancários estavam bloqueados.

Quando Vando desapareceu, ele usava os cartões da esposa. Durante o desaparecimento do motorista, tiraram da conta dela R$ 100.

A Polícia, por meio do 38º DP (Distrito Policial), que fica no bairro Vila Nova Cachoeirinha, investiga o caso e tenta identificar se foi latrocínio (roubo seguido de morte) ou execução. Os investigadores do 38º DP (Vila Nova Cachoeirinha) descobriram até o momento que os criminosos utilizaram o cartão de débito da mulher de Vando, para a retirada de R$ 100 da conta, além de comprarem em fast foods a quantia de R$ 120.

A Perícia da Polícia também avalia a causa da morte já que o corpo não tinha sinais de golpes de facas ou disparos de arma. Ele pode ter sido espancado e jogado na represa há pelo menos três dias.

Ninguém foi preso até o momento .

 

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações