23 de janeiro de 2022

Corpo carbonizado em Santo André é de uma mulher de 30 anos

Mais visitadas

Família já fez reconhecimento e um menor se apresentou na Polícia como sendo um dos autores do crime brutal

mulher morta
Família já fez reconhecimento de Karolina e um menor se apresentou na Polícia como sendo um dos autores do crime brutal. Foto: Reprodução/Facebook

O corpo carbonizado neste domingo (09/01), na rua Nossa Senhora das Graças, no Sítio dos Vianas, em Santo André, já foi identificado. Trata-se de Karolina, de 30 anos, mãe de quatro filhos. Um menor já se apresentou à Polícia como sendo um dos autores do crime brutal que chocou a cidade. A motivação do homicídio ainda não foi revelada. O comparsa ainda está foragido.

O reconhecimento do corpo foi feito por uma irmã da vítima. O cadáver foi encontrado dentro de um imóvel desocupado há uma semana. O autor tinha a chave do local e, por isso, conseguir entrar na casa.

O crime foi descoberto porque Policiais militares que foram acionados para atender uma ocorrência de incêndio e no local foram recebidos pelo morador da casa acima da incendiada, que disse ter sentido um cheiro forte de fumaça. Ao descer para verificar o que havia ocorrido, encontrou uma pessoa em chamas deitada em um colchão.

Os vizinhos acionaram os Bombeiros. A casa onde a vítima foi encontrada estava desocupada há uma semana. O caso foi registrado como homicídio pela CPJ de Santo André que solicitou perícia ao local.

A Secretaria de Segurança Pública emitiu nota oficial e afirmou que não pode dar mais detalhes sobre o caso  para garantir autonomia ao trabalho policial.

Leia a íntegra da nota:

“O Setor de Homicídios e de Proteção à Pessoa de Santo André apura o caso. A equipe de investigação da unidade realiza diligências em busca de elementos que auxiliem no esclarecimento do crime. Um suspeito, menor de idade,  foi levado ao SHPP, onde está sendo ouvido. A autoridade policial apresentará ao Poder Judiciário, nos termos do que dispõe a Lei n.º 8.069/90, o pedido da decretação da medida cautelar de internação do investigado. Mais detalhes serão preservados para garantir autonomia ao trabalho policial”.

Corpo carbonizado em Santo André é de uma mulher de 30 anos. Foto: Reprodução?Facebook

Morte de irmã

Há um ano, a irmã da vítima, Lorrayne Vieira Teixeira, de 22 anos, foi assassinada pelo namorado Edilson Souza Oliveira, de 33 anos, na  rua São Tomás Mouro, no Sítio dos Vianas, em Santo, em 28 de janeiro. Após cometer os crimes, tirou a própria vida.

Segundo a Polícia, o feminicídio ocorreu porque o agressor não aceitava o fim do namoro e já havia feito ameaças conforme relato de vizinhos.  O homem dormiu na casa da vítima e, no período da manhã, iniciou uma discussão por conta de ciúmes.

Ainda segundo testemunhas, o homem atingiu a mulher com golpes de faca na região do pescoço. A mãe da vítima, Neuza Vieira, de 58 anos,  também foi socorrida ao CHM (Centro Hospitalar Municipal de Santo André) e sobreviveu.

Um ano depois, a família se depara novamente com outro crime.

vítima morta no sítio dos vianas
Lorrayne Vieira Teixeira foi morta pelo namorado. Foto: Reprodução/Facebook

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações