Atila anuncia medidas para frear coronavírus em Mauá

 Entre as ações, estão as suspensões graduais das aulas nesta terça-feira e recomendações a idosos a partir de 60 anos

 

Atila anuncia medidas para frear chegada de coronavírus em Mauá. Foto: Divulgação/PMA

 

O prefeito de Mauá, Atila Jacomussi, anunciou nesta segunda-feira (16) um pacote de medidas para deter a proliferação do novo coronavírus (Sars-Cov-2), responsável pela doença Covid-19, por meio de um plano de contingência desenvolvido nas últimas semanas. Até o momento, a cidade registra um caso positivo de infecção e já está em quarenta domiciliar e acompanha seis residentes com suspeita da patologia. Entre as ações divulgadas, estão a suspensão gradual das aulas na rede municipal de ensino a partir desta terça-feira, fechando a partir de segunda-feira (23), e dispensa de servidores com 60 anos ou mais.

A partir desta terça-feira, o governo dispensará das atividades presenciais os funcionários públicos a partir dessa faixa etária, além de paralisar todos os eventos esportivos e culturais, assim como as praças esportivas estarão fechadas. O Paço também orienta que idosos com idade igual ou superior a 60 anos, fiquem reclusos em suas residências, e também realizará uma reunião de capacitação dos profissionais de Saúde perante a pandemia.

Mauá já seguia as orientações da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo e do Ministério da Saúde em decorrência do surto, enquanto finalizava um plano de contingenciamento. O governo também decidiu anular temporariamente as férias de funcionários públicos da Saúde e Segurança Pública, e suspender eventos públicos acima de 100 pessoas. A administração municipal orienta igrejas, o shopping, cinemas e organizações sociais a não realizarem eventos.

Segundo Atila, o momento é de informação e prevenção, e que o governo trabalha para acolher e tranquilizar a população. “Há semanas, estamos trabalhando para conter o coronavírus. A palavra de ordem agora é informar a população. Mas temos de ter tranquilidade, responsabilidade e precaução. Temos uma grande preocupação com o coronavírus e realizamos protocolos há dias, sempre ouvindo o Estado e o governo federal”, disse.

Atila também criticou opositores de se aproveitarem da pandemia para espalhar o pânico na população, tendo em vista a eleição municipal de outubro. “Quando o assunto é Saúde, nosso governo não brinca, porque aqui, temos trabalho sério, diferentemente daqueles que fizeram parte de governos anteriores que desampararam a população com falta de remédios e médicos, e agora usam o surto para fazer palanque eleitoral, algo que me deixa muito triste”, afirmou.

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Luís Carlos Casarin, a recomendação agora é evitar aglomerações de pessoas. “Temos um período sazonal em que as gripes comuns também estão acontecendo. Então essas pessoas com a gripe comum poderão continuar com o tratamento convencional. Agora se a pessoa apresentar, além da gripe comum, e também tem tosse seca, febre alta e dificuldades respiratórias, aí é preciso procurar o nosso serviço de Saúde”, destacou.

A rede de Saúde de Mauá conta com 22 UBSs (Unidades Básica de Saúde) e dez leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital de Clínicas Doutor Radamés Nardini. Pessoas que tenham os sintomas da gripe comum não devem procurar os postos de saúde por causa da doença, o que aumentaria a chance de eventuais contágios, exceto os casos que apresentem também febre alta e dificuldade respiratória.

Os sintomas mais comuns do coronavírus são febre, tosse seca, dores no corpo e mal-estar, cansaço, dores de garganta e cabeça, e falta de ar. Como prevenção, recomenda-se lavar as mãos até a metade do pulso, esfregando também as partes internas das unhas, usar álcool 70%, tossir ou espirrar levando o rosto à parte interna do cotovelo, evitar tocar nariz, olhos e boca antes de limpar as mãos, manter distância de aglomerações de pessoas, entre outras medidas.