27 de novembro de 2021

Arthur Zanetti arrisca, erra saída e fica sem medalha em Tóquio

Mais visitadas

Campeão olímpico em 2012 comete falha na aterrissagem e toca as mão no chão

Arthur Zanetti arrisca, erra saída e fica sem medalha em Tóquio. Foto: Ricardo Bufolin/ Panamerica Press/ CBG

Medalhista de ouro na Olimpíada de Londres 2012 e de prata na Rio 2016, o brasileiro Arthur Zanetti, de São Caetano, se despediu na madrugada desta segunda (02/07) de Tóquio sem subir ao pódio. O paulista ficou na oitava colocação na prova de argolas na ginástica artística, com 14.133 pontos obtidos na final. O atleta arriscou cometeu uma falha e tocou o solo com as mãe. O erro fez ele perder pontos.

Ouro em Londres 2012 e prata na Rio 2016, Zanetti buscava se tornar o primeiro na história olímpica a ir três vezes ao pódio nas argolas. NO entanto, foi o chinês Liu Yang (15.500) que ganhou o ouro seguido por outro chinês, You Hao (15.300), com a prata. Campeão na Rio 2016, o grego Eleftherios Petrounias deu um passo na saída e por isso acabou com o bronze, com 15.200 pontos.

“Saio feliz em tudo. Saio feliz porque arrisquei e tinha que arriscar. Ninguém sabe o quanto sofri para fazer essa saída. Machuquei minha perna várias vezes. Se eu não tivesse feito ela aqui hoje, ficaria triste. Pelas notas que vinha tirando nas competições eu ia ficar em quarto ou quinto, aí você ia me ver triste porque não arrisquei” – disse o ginasta à TV Globo.

“Agente já fez nosso papel em 2012. O que viesse a partir de lá seria lucro. A gente foi para o tudo ou nada. Se a gente fizesse a nossa rotina, a gente não ia para o pódio. A gente aumentou a nota de partida com a saída, mas é uma saída muito difícil, de muita precisão. Tentamos. Arriscamos. Desta vez, não deu certo, mas vamos trabalhar para o futuro”, completou Zanetti na entrevista.

Ao ser questionado se vai continuar na carreira, o atleta de São Caetano disse que nesse momento quer pensar na família e descansar dessa maratona que envolveu o ciclo olímpico. “A gente já fez o nosso papel, lá em 2012. O que viesse a partir de então era lucro (…) Agora eu não penso em mais nada, só estou querendo dar uma descansada. Não sei do ano que vem, não sei desse ano. Agora é dar uma relaxada na cabeça, não no corpo. A mente está precisando, Olimpíadas desgastam demais”.

Sobre a continuidade na carreira, Zanetti afirmou que agora só pensa na família e em descansar após o ciclo olímpico. Foto: Foto: Ricardo Bufolin/ Panamerica Press/ CBG

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações