Votação das contas de Marinho é adiada por falta de quórum

 Haviam oito dos 28 vereadores no plenário do Legislativo de São Bernardo

 

contas
Luiz Marinhoganha mais tempo para buscar apoio às suas contas. Foto: Divulgação

As contas do ex-prefeito de São Bernardo Luiz Marinho (PT) relativas ao exercício de 2015 foram adiadas nesta quarta-feira (17/04), porque não havia quórum. Somente oito dos 28 vereadores estavam no fim da sessão para apreciar a pauta. Pelo Regimento Interno, é preciso 16 parlamentares para votar e dez para para dar continuidade aos trabalhos legislativos.

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) deu parecer pela aprovação das contas, mas, no ano passado, os vereadores chegaram a rejeitá-las em plenário. Luiz Marinho recorreu ao Judiciário sob o argumento de que teve o direito de defesa cerceado. A justificativa foi acatada.

As contas voltaram novamente para a apreciação e o ex-prefeito protocolou sua defesa, nesta terça-feira (16/04). O relatório conta com 227 páginas.

Pra rejeitar as contas são necessários 19 votos, o que representa dois terços dos vereadores. A bancada do PT avalia que o ex-prefeito ganha mais tempo para para buscar apoio.