25 de junho de 2021

Vídeo: Casa noturna com 100 jovens é lacrada ao violar interdição em Mauá

Mais visitadas

Balada foi interrompida em estabelecimento que vendia bebidas alcoólicas e contava com a presença de menores de idade

A Vigilância Sanitária de Mauá, com o apoio da GCM (Guarda Civil Municipal), lacrou na noite desta segunda-feira (10/05) a Mauá Danças, estabelecimento localizado na Rua Américo Perrela, região central da cidade. Cerca de 60 jovens se aglomeravam no local, consumindo bebidas alcoólicas e sem máscaras. A casa noturna havia sido interditada no fim de semana por promover aglomeração e não respeitar os protocolos sanitários.

O organizador da festa foi encaminhado ao 1º Distrito Policial por ter violado a interdição e por atentar à saúde pública. O Conselho Tutelar também foi acionado, pois haviam duas menores de idade no estabelecimento.

Essa foi a segunda vez, em 72 horas, que a casa noturna abriu para promover balada clandestina. Na madrugada de sábado (08/05), mais de 120 pessoas se aglomeravam na ‘Festa do Narguilé’, combinada antecipadamente pelas redes sociais. Agentes da Vigilância Sanitária chegaram ao local para realizar a fiscalização e apreenderam 16 equipamentos de narguilé. O estabelecimento foi interditado.

A proprietária do salão foi intimada a comparecer à sede da Coordenadoria de Vigilância Sanitária para prestar esclarecimentos. A multa aplicada será superior a R$ 50 mil, pois será levada em conta a violação da interdição e o atentado à saúde pública por promover festa e aglomeração em tempo de pandemia.

Durante todo o fim de semana, as equipes da Prefeitura realizaram 108 inspeções, das quais 11 geraram intimações e sete autuações.

Balada em casa noturna foi interrompida em estabelecimento que vendia bebidas alcoólicas e contava com a presença de menores de idade. Foto: Divulgação/PMA

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações