Turista morre ao cair de uma altura de 50 metros em Paranapiacaba

Corpo de Bombeiros resgatou a vítima, que não resistiu aos ferimentos e foi ao óbito ainda no local do acidente

 

Corpo de Bombeiros resgatou a vítima, que não resistiu aos ferimentos e foi ao óbito ainda no local do acidente. Foto: Reprodução

 

Um turista morreu neste domingo (12/01) ao cair de uma altura de 50 metros na Trilha Funicular, mais conhecida como ponte férrea na Vila de Paranapiacaba, em Santo André. O Corpo de Bombeiros chegou a resgatar a vítima, que não resistiu aos ferimentos e foi ao óbito ainda no local do acidente.

Segundo a Corporação, por volta das 11h30, foram destinadas três viaturas para atender a ocorrência na área rua Fox, altura do nº 445. O homem que morreu foi identificado como Antonio Raphael Gomes Freitas, de 29 anos .

O jovem trabalhava como guia turístico, segundo informou o Corpo de Bombeiros. Foi necessária uma equipe de 16 pessoas para realizar o resgate. O corpo da vítima foi localizado às 15h30.

O local é de difícil acesso, pois fica dentro de uma mata. A Prefeitura foi procurada e informou que a área não é de responsabilidade da administração. “A Prefeitura de Santo André informa que o fato mencionado ocorreu em área da MRS Logística, portanto uma área particular, não tendo nenhuma relação com área sob responsabilidade da administração municipal”, informou por meio de nota oficial.

A MRS Logística, responsável legal pela área em Paranapiacaba, lamentou a morte do rapaz, mas ressaltou que o acesso à área é proibido e que as pessoas devem ter consciência dos riscos que correm ao fazer trilhas no local.

A ocorrência foi registrada no 6º Distrito Policial de Santo André.

 

Rphael Gomes Freitas despencou de uma ltura de 50 metros. Foto: Reprodução/ Facebook

3 Comentários

  1. Boa tarde, apenas para correção, a OCORRENCIA foi atendida pela unidade do Corpo de Bombeiros, situada a Avenida FOX, 445 em Paranapiacaba.
    O acidente ocorreu em uma das pontes da antiga SANTOS-JUNDIAÍ (mais antiga ainda São Paulo Railway – SPR)

    Pelo que entendo trata-se de uma CONCESSÃO ferrea e não uma area particular, visto que não se pode vender parte da mata atlantica, creio eu!
    De qualquer maneira o trecho esta sob responsabilidade da concessionaria.

    Espero ter ajudado a esclarecer a noticia!

    • Primeiramente a profissão real é de ” guia de turismo e não de “guia turístico ” como escrito no texto .. Segundo precisa realmente verificar se a vítima era realmente guia de turismo regularmente credenciado pelo cadastur pois o fato pode desacreditar a imagem dos guias . No Brasil tem uma lei que regula e só pode acompanhar um grupo num passeio numa viagem num tour quem é regularmente credenciado os demais cometem resto penal de exercício ilegal da profissão

  2. Primeiramente a profissão real é de ” guia de turismo e não de “guia turístico ” como escrito no texto .. Segundo precisa realmente verificar se a vítima era realmente guia de turismo regularmente credenciado pelo cadastur pois o fato pode desacreditar a imagem dos guias . No Brasil tem uma lei que regula e só pode acompanhar um grupo num passeio numa viagem num tour quem é regularmente credenciado os demais cometem reato penal de exercício ilegal da profissão.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*