Tite inaugura revitalização na Fundação das Artes ao lado de Marcos Frota

Mais visitadas

 Ator foi aluno da entidade e diz ser grato por ter começado carreira em São Caetano

Tite inaugura revitalização na Fundação das Artes ao lado de Marcos Frota. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

O prefeito de São Caetano, Tite Campanella, entregou neste sábado (28/07) a revitalização da sede da Fundação das Artes de São Caetano. O ator, Marcos Frota, que foi aluno nessa instituição e começou a carreira na cidade, participou da cerimônia que também marcou a reinauguração do Teatro Timochenco Wehbi, que recebeu isolamento acústico, novos equipamentos, pintura e itens de acessibilidade.

“É um privilégio estar aqui. É um sentimento de gratidão. Tudo remeto ao que aprendi na Fundação das Artes. Olho para trás e vejo que valeu a pena. Aprendi minha profissão na Fundação das Artes. Sou grato pela experiência e pela paciência que tiveram comigo, Foi onde aprendi minha profissão, onde estive cinco anos ininterruptos, de 1979 a 1983. Só sai quando a TV Globo me levou para o Rio para fazer minha primeira novela que foi Vereda Tropical. Onde vou eu levo o nome da Fundação das Artes”, afirmou Marcos Frota.

Marcos Frota afirmou que a arte influencia no caráter e personalidade das pessoas. “A arte as tornam melhores advogados, gestores políticos, médicos, entre outras profissões”, afirmou.

O artista também foi professor da instituição na década de 1980. Polo de formação cultural do Brasil, a Fundação das Artes, além de Marcos Frota, revelou grandes talentos da arte nacional, como Cássia Kiss, Fábio Assunção, Antônio Petrin, Eugênio Kusnet, Ulysses Cruz, Walter Lourenção, Nelson Ayres e Roberto Sion, entre outros.

Música

Tite Campanella também disse ter sido aluno da Fundação das Artes há 50 anos, quando teve curso de iniciação musical. Entre os instrumentos que aprendeu a tocar estiveram flauta e violão.

“Esse fim de semana foi emocionante. Minha ficha de matrícula é de 1970 e recordar isso é muito legal, lembrar de amigos e de professores envolveu muita emoção”, afirmou o prefeito.

Apresentação

No renovado Teatro Timochenco Wehbi, houve a  apresentação do grupo de Ballet, formado pelas bailarinas Letícia Rolim, Bianca Deberaldini e Julya Goes. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

Neste sábado foram realizadas apresentações artístico-pedagógicas das linguagens artísticas de Artes Visuais, Dança, Música e Teatro, e uma visita guiada às instalações renovadas.

Durante o evento, houve a confecção em tempo real de uma pintura mural pelo artista visual Elton Hipólito, ex-aluno de Artes Visuais da Fundação das Artes. A obra no saguão da escola remete às linguagens da arte.

No renovado Teatro Timochenco Wehbi, houve a  apresentação do grupo de Ballet, formado pelas bailarinas Letícia Rolim, Bianca Deberaldini e Julya Goes, que executou a coreografia “Saudade”, da professora Morisa Garbelotto; e do Grupo Institucional de Dança, sob orientação da professora Fátima Silva e formado pelas bailarinas Rachel Nicolau, Malu Rolim, Bianca Deberaldini, Samantha Dassie, Julya Goes, Daniele Akemi, Isabella Souza e Isabelle Buri, que fará a coreografia “Sonhos”, de Beatriz Lima e Rachel Nicolau.

O aluno de piano clássico Lucas Mameniskis também se apresentou e emocionou o público com o seu talento .

Aluno de piano clássico Lucas Mameniskis fez apresentação que encantou público. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

Revitalização

Palco de grandes apresentações aos longos das últimas décadas, o Teatro Timochenco Wehbi recebeu isolamento acústico, troca de piso, revisão dos racks e mesas de iluminação e três plataformas pantográficas, para garantir a qualidade dos espetáculos e da experiência dos espectadores.

Além do Teatro, 100% dos espaços pedagógicos (23 salas de aula) da Fundação também receberam o isolamento acústico de nível profissional, possibilitando a operação dos ambientes como estúdios. Nas salas de dança, houve a troca dos pisos flutuantes e instalação de novas barras e piso de linóleo.

A Fundação ganhou estruturas para acessibilidade dos alunos, como rampas, elevador, plataforma de acessibilidade, sinalização e demais itens de segurança, para proporcionar mais conforto e melhores condições de aprendizagem.

Com foco na preservação deste edifício de grande relevância às atividades culturais do município, foi realizada a impermeabilização do teto, bem como a pintura externa e interna e a recuperação da fachada de tijolos da entrada principal.

A unidade também passou a contar com o Setor de Tecnologia da Informação e ampliou seu parque informático, medidas que garantirão mais segurança no armazenamento das informações e registros da produção artística, aumento na capacidade de documentação e agilidade no acesso ao histórico dos alunos.

“As obras de infraestrutura entregues à comunidade representam um novo vigor à Fundação das Artes, que alcança um patamar de maior excelência entre as instituições de formação artística do País. Ao retornarem às aulas presenciais, os alunos, professores e funcionários encontrarão novas configurações físicas, com equipamentos modernos e estruturas de qualidade para realizar suas atividades com segurança, acessibilidade e produtividade”, afirma a diretora geral da instituição, Ana Paula Demambro.

 História

Fundada em 1968, a Fundação das Artes de São Caetano do Sul é sinônimo de ensino de excelência nas Artes Visuais, Dança, Música e Teatro. Ao longo das décadas, revelou grandes talentos da cultura nacional, como Cássia Kiss, Fábio Assunção, Antônio Petrin, Eugênio Kusnet, Ulysses Cruz, Walter Lourenção, Nelson Ayres, Roberto Sion, entre outros.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações