Thiago Auricchio analisará impacto das Fake News nas eleições

CPI iniciou seus trabalhos no último dia 30 e tem prazo de duração de 120 dias; plano de trabalho foi aprovado nesta sexta-feira

 

Thiago Auricchio analisará impacto das Fake News nas eleições de 2018. Foto: Divulgação

 

A CPI das Fake News da Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou, nesta sexta-feira (10/07), seu plano de trabalho. Membro integrante do colegiado, o deputado estadual Thiago Auricchio foi escolhido para analisar e produzir relatório referente aos impactos das notícias falsas nas eleições de 2018.

“Essa CPI tem um papel de extrema importância no combate à disseminação de notícias falsas. Precisamos discutir e encontrar alternativas para responsabilizar todos aqueles que produzem Fake News e o maior parlamento da América Latina tem o dever de participar ativamente desse debate. Infelizmente, sabemos que as Fake News foram utilizadas de forma deliberada na última eleição”, explica Thiago Auricchio.

A CPI iniciou seus trabalhos no último dia 30 e tem prazo de duração de 120 dias. Essa é a segunda comissão de inquérito que Thiago Auricchio é escolhido sub-relator. Na primeira, que investigou irregularidades na gestão da Fundação para o Remédio Popular (FURP), o deputado apresentou relatório em separado ao do relator da comissão e ao final da CPI, os deputados integrantes aprovaram o documento elaborado por Thiago Auricchio.

“Infelizmente, estudo divulgado pela Transparência Internacional apontou que quatro em cada cinco brasileiros acreditaram que fake news foram utilizadas para influenciar a eleição de 2018, o que representa um enorme prejuízo ao processo democrático. Não podemos confundir liberdade de expressão com a disseminação de notícias falsas com propósito de alterar os rumos de uma eleição. Precisamos dar um basta na indústria da mentira”, conclui Thiago Auricchio.