26 de julho de 2021

Sto.André chega à marca de 100 mil vacinados contra Covid-19 no seu aniversário

Mais visitadas

Cidade que completa 468 anos nesta quinta já aplicou mais de 135 mil doses de imunizantes

Santo André chega à marca de 100 mil vacinados contra Covid-19. Foto: Divulgação/PSA-Angelo Baima

 

Nesta quinta-feira (8), dia em que completa 468 anos, a cidade de Santo André ultrapassou a marca de 100 mil pessoas vacinadas contra a Covid-19. A Prefeitura começou a imunização no dia 19 de janeiro e, desde então, tem se destacado como referência em agilidade e organização na aplicação de doses das vacinas.

Até o momento, a Prefeitura vacinou 100.422 pessoas, o que equivale a aproximadamente 14% da população da cidade. Foram ao todo 135.567 vacinas aplicadas, sendo 100.422 aplicações de primeira dose e 35.145 de segunda dose.

“Planejamento, gestão e um trabalho incansável das nossas equipes da Saúde para vacinarmos com rapidez eficiência e segurança. Santo André é destaque na imunização contra a Covid-19, graças à estrutura que implantamos, com quatro drive-thrus e outros postos avançados de vacinação. Além disso, unimos esforços na busca por mais doses, para avançar e ampliar a imunização da nossa gente”, pontuou o prefeito Paulo Serra.

Ismael Pereira, de 68 anos, foi o munícipe de número 100 mil a receber a vacina contra a Covid-19. Ele foi imunizado nesta quinta-feira, no drive-thru do Paço Municipal. “Estou muito feliz e tenho muito orgulho desta cidade em que nasci”, comemorou o morador do bairro Santa Teresinha. “Todos precisam tomar a vacina, é muito importante e eu não senti dor nenhuma. O coronavírus não é brincadeira, temos que tomar cuidado porque é coisa séria”, pontuou.

Santo André recebeu até agora 166.528 doses de vacinas, tanto da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, quanto da Oxford/AstraZeneca, produzida pela Fiocruz.

A vacinação que teve início em 19 de janeiro, data em que a cidade recebeu o primeiro lote de Coronavac, beneficiou inicialmente profissionais de saúde que estavam na linha de frente de combate à Covid-19 nos hospitais de campanha, Centro Hospitalar Municipal (CHM), Hospital da Mulher, nas seis Unidades de Pronto Atendimento, além dos profissionais do Samu. As vacinas também foram distribuídas para o Hospital Estadual Mário Covas e para os hospitais privados do município.

Além desses profissionais, idosos a partir de 60 anos em instituições de longa permanência, pessoas com deficiência acima de 18 anos que estivessem em residência inclusiva, indígenas e quilombolas, também foram imunizados na primeira etapa da campanha.

Drive-thru – Santo André, que já tinha expertise de campanhas de vacinação e estrutura para viabilizar a imunização de forma rápida e eficaz, criou novas estratégias para imunizar a população contra a Covid-19 de maneira eficiente. Foram criados quatro pontos de vacinação em sistema drive-thru e um sistema de agendamento, para evitar aglomerações.

As estruturas foram montadas no Paço Municipal (Praça IV Centenário – Centro), na Craisa (acesso pelo portão 5, na rua Varsóvia), no Estádio Bruno Daniel (Rua 24 de Maio – Vila América) e no estacionamento do Grand Plaza Shopping (Avenida Industrial, 600, com acesso pelo portão do Centro Empresarial).

O primeiro público a ser vacinado por meio de sistema drive-thru foi de idosos com 90 anos ou mais. A campanha então foi ampliada para profissionais de Saúde com atuação em clínicas e consultórios particulares que atendessem aos critérios anunciados e fizessem parte de 14 categorias previstas no Plano Nacional de Imunização: assistentes sociais, biólogos, biomédicos, profissionais de educação física, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, médicos, veterinários, nutricionistas, odontólogos, psicólogos e terapeutas ocupacionais.

Na sequência, em etapas, conforme novas doses foram chegando a Santo André, foram sendo vacinados idosos com idade entre 85 e 89 anos, acima de 80 anos, com mais de 77 anos, 75 e 76 anos, 72 a 74 anos e 69 a 71 anos.

Além dos drives, a Prefeitura também disponibilizou a vacinação em algumas unidades de saúde estrategicamente escolhidas, para atender o público que não tem carro. No caso de munícipes acamados, a vacina é aplicada em domicílio, com base no cadastro que cada paciente tem nas unidades de saúde.

Na atual etapa da campanha, Santo André está realizando a aplicação de primeira dose para munícipes com 68 anos e de segunda dose para idosos entre 72 e 74 anos, além de profissionais da Segurança. Na próxima segunda-feira (12) terá início a imunização de profissionais da área da Educação.

A imunização contra a Covid-19 é realizada segundo a disponibilidade das remessas de vacinas do Ministério da Saúde. À medida em que o Governo Federal viabiliza mais doses, novas etapas do cronograma e públicos-alvo da campanha de vacinação são divulgadas.

Agendamento – Para receber a vacina nos drives e nas unidades de saúde, é necessário realizar agendamento no site psa.santoandre.br/vacinacovid. A partir do cadastro são indicados local, data e horário para a vacinação.

Nos pontos de vacinação é obrigatório apresentar documento de identidade, CPF e comprovante de residência. Em casos de pacientes que estejam passando por tratamento oncológico, além dos documentos pessoais é necessário apresentar uma carta de liberação médica.

Solidariedade – Os drive-thrus de vacinação da cidade estão recebendo 1 kg de alimento não perecível como doação. A contribuição não é obrigatória, mas pode fazer diferença na vida de andreenses que passam por necessidade neste momento de crise.

A iniciativa é do Fundo Social de Solidariedade, presidido voluntariamente pela primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra. Os alimentos irão para o Banco de Alimentos, que fará a entrega para as famílias de maior vulnerabilidade social da cidade. Os itens serão doados para mais de 110 entidades sociais cadastradas no município.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações