14 de junho de 2021

SP recebe insumos para 10 milhões de doses da Coronavac no dia 28

Mais visitadas

Governador João Doria confirma liberação na China de 6 mil litros de matéria-prima do imunizante, que recebeu aprovação internacional da OMS

SP recebe insumos para 10 milhões de doses da vacina do Butantan no dia 28. Foto: Divulgação

O Governador João Doria confirmou nesta quarta-feira (2) que São Paulo vai receber insumos para a produção de mais 10 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan no próximo dia 28. A chegada de mais 6 mil litros de matéria-prima foi anunciada um dia após a Coronavac receber aprovação internacional da OMS (Organização Mundial da Saúde) contra a COVID-19.

“A boa notícia é a liberação, pelo Governo da China e pela Sinovac, de mais 10 milhões de doses da vacina do Butantan com 6 mil litros do Ingrediente Farmacêutico Ativo que chegará a São Paulo no próximo dia 28 de junho”, afirmou Doria. “Com isso, o Butantan vai chegar a aproximadamente 60 milhões de doses da vacina que está salvando milhões de brasileiros em todo o país.”

O IFA (Ingrediente Farmacêutico Ativo) é fornecido pela biofarmacêutica Sinovac, parceira internacional do Butantan no desenvolvimento e produção da vacina. A última entrega foi concluída no dia 25 de maio, com o desembarque de 3 mil litros de insumos no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

Ao chegar à fábrica do Butantan, a matéria-prima passa por processos de envase, rotulagem, embalagem e um rígido controle de qualidade antes da entrega das doses ao PNI (Programa Nacional de Imunizações) do Ministério da Saúde. O prazo entre o desembarque do IFA e a entrega das vacinas prontas para uso gira em torno de 15 a 20 dias.

Em abril, São Paulo recebeu 3 mil litros de insumos. Em março, uma remessa de 8,2 mil litros, correspondente a cerca de 14 milhões de doses, chegou ao Butantan. Outros 11 mil litros desembarcaram no Brasil em fevereiro. No final de 2020, o Butantan já havia recebido IFA para a produção de 3,8 milhões de vacinas.

Em maio, o Butantan atingiu a marca de 47,2 milhões de doses entregues ao PNI, cumprindo o primeiro contrato firmado em 7 de janeiro com o Ministério da Saúde, que previa 46 milhões de vacinas. Agora, São Paulo está promovendo entregas referentes a 54 milhões de doses previstas no segundo acordo para o PNI, totalizando 100 milhões de vacinas.

O Butantan deverá passar a produzir a matéria-prima da vacina contra a COVID-19 a partir de dezembro, em uma nova fábrica que deverá ser entregue em setembro. O local terá capacidade para fabricar 100 milhões de doses do imunizante por ano.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações