Sessão da Câmara de Sto.André é marcada por protesto contra falta de água

 Prefeito afirma em sua página no Facebook que crise no abastecimento deve ser acabar nesta quarta-feira

 

sessão
Sessão é marcada por protesto de moradores contra a falta de água nos bairros de Santo André. Foto: Divulgação

Sessão é marcada por protesto de moradores contra a falta de água nos bairros de Santo André. Foto: DivulgaçãoMoradores de vários bairros de Santo André foram até a Câmara nesta terça-feira (05/02) para protestar contra a falta de água na cidade. Vereadores usaram a tribuna para criticar a crise no abastecimento que ocorre desde 17 de janeiro.

O vereador Eduardo Leite (PT), além de ter usado a tribuna , também protocolou nesta terça-feira uma representação no Ministério Público pedindo punição para a Sabesp pela crise hídrica que afeta Santo André. No documento, o parlamentar sugere que “sejam tomadas medidas legais para que a empresa forneça água em volume compatível com a necessidades da população de Santo André, bem como seja estabelecida multa em caso de interrupção injustificada ou sem prévio aviso”.

Eduardo Leite ainda solicitou que a prefeitura seja compelida a criar mecanismos de alerta à população sobre eventual suspensão do fornecimento de água, para que as pessoas tenham tempo para se preparara e buscar alternativas para o desabastecimento.

O vereador sargento Lobo (SD) também usou a tribuna para criticar a falta de água e propor a criação de uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para apurar a crise hídrica na cidade.

O prefeito Paulo Serra (PSDB) usou sua página no Facebook para dizer que o problema da falta de água deve ser resolvida nesta quarta-feira (06/02).
Leia a íntegra da nota oficial:

Após um grande esforço da nossa gestão e contato constante com a Sabesp pela regularização do abastecimento de água em Santo André, desde segunda-feira (04/02), voltamos a receber o fluxo suficiente de água para realizar o abastecimento da cidade, cerca de 2.300 litros de água por segundo. Entretanto, esse abastecimento precisa ser uniforme por, pelo menos, 24 horas para que os reservatórios se recuperem totalmente e a água chegue aos locais mais distantes. O Semasa tem trabalhado intensamente para atender toda a população. Porém, o processo é lento, uma vez que os reservatórios da cidade estão baixos e a água que chega é imediatamente consumida. Sabemos que a situação é crítica e estamos constantemente em contato com a Sabesp para que mantenham a regularidade na vazão da água e, assim, possamos recuperar nossos reservatórios e restabelecer o serviço de abastecimento em sua totalidade. Se sua região ainda está sem água, entre em contato com o Semasa, no 115, ou sinalize por aqui, nos informando seu endereço completo e também o número de sua conta de água. Vamos acompanhar caso a caso, até que todos os andreenses estejam recebendo água normalmente. Continuem a contar com o nosso trabalho e a confiar na nossa gestão”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*