28 de setembro de 2021

Semasa interdita empresa de transbordo de resíduos de construção civil na Vila Palmares

Mais visitadas

Estabelecimento operava sem licença ambiental e colocava em risco a saúde pública de moradores do entorno

Estabelecimento na Vila Palmares operava sem licença ambiental e colocava em risco a saúde pública de moradores do entorno. Foto: Divulgação

 

A equipe de Fiscalização Ambiental do Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) interditou nesta sexta-feira (03/04) uma empresa na esquina das ruas Lauro Muller e Pederneiras, na Vila Palmares, que operava com transbordo, triagem e descarte de resíduos de construção civil sem o devido licenciamento ambiental emitido pela autarquia.

A operação contou com apoio da Guarda Civil Municipal, por meio da Romo (Rondas com Motocicletas) e Romu (Rondas Ostensivas Municipais) e do Departamento de Controle Urbano da Prefeitura de Santo André.

“A estrutura do local é precária. Não há cobertura, aspersores de água ou outra medida de contenção do material particulado e do ruído gerado pela atividade. No momento em que se enfrenta uma pandemia ocasionada pelo novo coronavírus, a emissão de material particulado pode causar problemas respiratórios nos moradores da vizinhança, inclusive agravando casos em grupos de risco. Por isso, o local colocava em risco também a saúde pública. A empresa vinha sendo alvo de inúmeras reclamações por parte dos moradores em razão dos transtornos ocasionados”,  informou o Semasa.

O local foi lacrado nesta sexta-feira com barreiras de concreto (conhecidas como new-jersey). A desinterdição do imóvel só poderá ocorrer após o término do período de quarentena e calamidade pública, promoção de medidas de contenção de material particulado e da obtenção da Licença Ambiental de Operação.

A Fiscalização Ambiental do Semasa continua realizando vistorias e operações de rotina para mitigar qualquer dano ambiental e coibir crimes ambientais. Os agentes da autarquia também estão atuando no cumprimento das medidas de saúde e segurança em razão da pandemia de Covid-19. A população pode e deve denunciar crimes ambientais pelo telefone 115 ou ainda pelo site do Semasa (www.semasa.sp.gov.br).

Empresa foi lacrada nesta sexta-feira com barreiras de concreto (conhecidas como new-jersey). A desinterdição do imóvel só poderá ocorrer após o término do período de quarentena e calamidade pública. Foto: Divulgação

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações