São Caetano oferece curso gratuito de gastronomia japonesa

Neste primeiro grupo, cerca de 15 pessoas participam da formação, que terá, no total, 42 horas

culinária japonesa
Curso gratuito de culinária japonesa tem 15 participantes. Foto: Divulgação/PSCS

O CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de São Caetano, vinculado à Secretaria de Assistência e Inclusão Social (Seais) da Prefeitura, abriga, desde a última quinta-feira (09/08), o Programa de Geração de Renda e Formação de Mão de Obra para Restaurantes Japoneses. A atividade é voltada a munícipes cadastrados nos programas sociais da cidade e que estão desempregados atualmente.

Neste primeiro grupo, cerca de 15 pessoas participam da formação, que terá, no total, 42 horas. No conteúdo programático estão aulas de utilização do hashi (pauzinhos), boas práticas na manipulação de alimentos, etiqueta japonesa à mesa, japonês básico (pronúncias) e receitas tradicionais da culinária como missoshiru, arroz japonês, tamagoyaki, tempurá, yakisoba, kare rice, sunomono, temaki, entre outros.

No término do programa, empresários do ramo gastronômico de São Caetano serão convidados para conhecer os alunos e ver, na prática, os resultados desse projeto.

Algumas empresas apoiam a iniciativa e fornecem insumos para a realização das aulas: Supermercado Hirota, Ovos Tak, Ajinomoto, Kimura Consultoria, Yoshi! Curso de Língua Japonesa, Chen’s Culinária Oriental, Sakura, Instituto Paulo Kobayashi e Macarrão Alfa.

Realizada em parceria com a Associação Brasileira de Gastronomia Japonesa e a Associação Nipo Brasileira de São Caetano, a capacitação é oferecida nas duas unidades do Cras (Rua Heloísa Pamplona, 316, Bairro Fundação, e Rua Nelly Pelegrino, 930, Bairro Nova Gerty), semanalmente.

Para mais informações, os telefones dos Cras são 4229-2333 (Bairro Fundação) e 4232-1900 (Bairro Nova Gerty). Interessados em participar de novas turmas podem, também, enviar email para seais@saocaetanodosul.sp.gov.br.

2 Comentários

  1. Muito bom.Se faltam pessoas qualificadas para preencher vagas no mercado de trabalho, um projeto como esse é a solução.
    O mesmo deveria acontecer com outros setores, uma vez que o mercado de trabalho carece de mão de pbra qualificada.

Comments are closed.