São Caetano lançará Plano de Demissão Voluntária para diminuir servidores

 Sindserv cobra atrativos para que adesão seja maior que o último PDV, no qual somente 101 funcionários pediram desligamento da Prefeitura

São Caetano quer diminuir número de servidores. Foto: Divulgação/PSCS

A Prefeitura de São Caetano vai lançar até o fim do ano um PDV (Plano de Demissão Voluntária) para enxugar a máquina administrativa. Atualmente, o município conta com 6 mil servidores. O Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos) afirmou que vinha em negociação com o governo do prefeito José Auricchio Júnior (PSDB). “Muitos funcionários nos procuram para saber se haverá um PDV. Só aguardamos que a administração adote atrativos para ter boa adesão”, disse Miguel Parente, presidente da entidade sindical.

De acordo com o sindicalista, a adesão foi baixa no último PDV por conta disso. Para Parente, é preciso incentivar os funcionários para que eles tomem uma decisão de pedir o desligamento da Prefeitura.

Miguel Parente afirmou que durante as reuniões com a Administração foi informado que o PDV é viável neste momento para enxugar a folha de pagamento que hoje representa 49% da receita corrente líquida.

A Prefeitura confirmou o PDV e o cálculo de atrativos financeiros. “O levantamento do número de servidores aptos a aderirem ao PDV está sendo providenciado, para que a Prefeitura possa calcular valores realmente atrativos, uma vez que a Administração tem a expectativa de atrair um número maior de servidores em comparação ao último PDV, realizado, em 2009, que foi de 101 (servidores)”, afirmou a nota oficial.

5 Comentários

  1. Essa oportunidade de demissão seria muito interessante sim, de uma vez que existe muitas pessoas com mais de 70 anos, aposentada, pensionista, com casa própria, recebe processo da prefeitura, e ainda está tirando um lugar de muitas pessoas que realmente precisa e quer trabalhar, existe muitas pessoas que cria um vínculo que acha que pode tdo

    • Quando se aposentar depois de 30 anos trabalhados com uma pensão de 2.000 reais, talvez reveja seus conceitos.
      Acredito que todos gostariam de desfrutar da aposentadoria (parar de trabalhar) curtindo os netos, mas se pararmos, corremos o risco de passar por extrema dificuldades seja na area da saúde e até mesmo alimentação já que a aposentadoria de CLT é vergonhosa.

  2. Esses funcionários fundação abc a maioria deles aposentados e pessoas de fora que moram longe em outro município tirando o lugar do munícipe que precisa e quer trabalhar isso é que precisava ser visto se começassem pelo pronto socorro iriam ver muitos casos assim

  3. É uma ótima oportunidade pra quem quer deixar a prefeitura e ingressar em alguma área que cursou, eu por exemplo estou neste caso, e vou aproveitar com certeza!

  4. Pois é, agora o prefeito vem com a mentira dizendo que não haverá adesão. Não foi feita pesquisa interna nenhuma. Muito feio isso Sr. Prefeito.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*