São Caetano inaugura ciclofaixa e lança a Bike SOS Cidadão 156

Bike SOS Cidadão 156 é recurso inédito no ABCD de pronto atendimento médico a usuários das vias transitáveis por bicicletas

 

ciclofaixa
Auricchio inaugura mais um trecho da ciclofaixa. Foto: Divulgação/ PSCS

A Prefeitura de São Caetano inaugurou neste domingo (24/02) a segunda etapa do Projeto CicloLazer, em cerimônia realizada na entrada do Espaço Verde Chico Mendes. Durante o evento, também foi lançada a “Bike SOS Cidadão 156”, recurso inédito no ABC de pronto atendimento médico a usuários das vias transitáveis por bicicletas.

Com certeza, temos a maior ciclofaixa do ABC, agora inaugurando mais um trecho de quase 2 quilômetros”, afirmou o prefeito José Auricchio Júnior. O novo trecho abrange as Avenidas Nelson Braido e Fernando Simonsen, num trecho de 1,8 km, e se somará aos 6 km da etapa 1 (entre as Avenidas Presidente Kennedy e Goiás), aos 2 km da ciclofaixa na Avenida Tijucussu e aos 1,3 km da ciclovia da Avenida Presidente Kennedy. Ao todo, São Caetano passa a contar com 11,1 km de malha cicloviária.

O horário de funcionamento das ciclofaixas em São Caetano é das 8h às 16h, sempre aos domingos. “Trata-se de um novo trecho, que leva ainda mais lazer para os moradores e frequentadores locais do Espaço Verde Chico Mendes”, complementou Geová Maria Faria, secretário municipal de Mobilidade Urbana.

BIKE SOS CIDADÃO 156

A Bike SOS Cidadão 156 é uma idealização da Secretaria Municipal de Saúde. “É um serviço prestado de maneira pioneira e exclusiva pela Prefeitura de São Caetano, baseado num modelo implantado em Balneário Camboriú (Santa Catarina). ABike 156 tem dois socorristas circulando pela extensão da CicloLazer, para prestar os primeiros atendimentos em caso de acidente a ciclistas, skatistas, pedestres ou outros frequentadores”, explicou Regina Maura Zetone, secretária municipal de Saúde.

Estaremos sempre a postos, preparados para quaisquer ocorrências. Estaremos sempre conectados com a nossa base, que fica na entrada do parque. Assim que tivermos qualquer acidente ou incidente, a primeira coisa será informar as condições do acidentado para o médico regulador, que fará a dosagem certa do medicamento indicado para o tipo de acidente”, disse Lindomar Ferreira Pauferro, 29 anos, técnico em Enfermagem e especialista em Atendimento Pré-Hospitalar (APH).

A cada final de semana serão sempre dois socorristas, com bikes equipadas com desfibrilador portátil, prancha para resgate, e medicamentos como soro, glicose, dipirona e paracetamol, entre outros. Além disso, na base sempre estará uma Viatura (VTR) a postos para realizar remoções que se fizerem necessárias.