São Bernardo anuncia 1º Sesc com investimento de R$ 150 milhões

 Projeto no município foi aprovado pelo Conselho do Sesc São Paulo e Câmara também terá de aprovar doação de terreno

 

sesc
São Bernardo ganhará Sesc ao lado do Pavilhão Vera Cruz. Foto: Divulgação/PSBC-Ricardo Cassin

O Estúdio e Pavilhão Vera Cruz de São Bernardo ganhará um vizinho: o Sesc. O anúncio foi feito na tarde desta quarta-feira (27/02) pela Prefeitura, um dia depois de o presidente do Sesc-SP, Abram Abe Szajman, comunicar a aprovação do projeto pelo Conselho Regional do Sesc-SP. O ato ocorreu em um dos espaços que abriga a construção de um teatro inacabado vereadores da base aliada e autoridades.

O espaço será abrigado em uma área prevista de 19.328,16 m², com piscina coberta e descoberta, área técnica, odontologia, ginástica multifuncional, salas multiuso, tecnologia e artes, apoio para pais e bebês, sanitários, apoio operacional, ginásio poliesportivo, administração, área para exposições, foyer e conveniência, praça de alimentação, galpão multiuso, e um novo teatro, com mais de 800 lugares, que deve ser um dos maiores da cidade.

Como comerciante, para mim é uma alegria trazer este complexo para São Bernardo. Teremos um dos melhores equipamentos culturais do município, além de um grande complexo de lazer, esporte e entretenimento”, disse o prefeito Orlando Morando.

Com a comunicação oficial do Sesc-SP, Morando deverá encaminhar um projeto de lei à Câmara Municipal para iniciar os trâmites para a doação do terreno ao Sesc. Inicialmente, o documento autorizará a concessão do espaço e, conforme os investimentos se consolidarem, a lei transformará em doação. O valor estimado de investimento na construção é de R$ 150 milhões.

A expectativa é iniciar a construção no primeiro trimestre de 2020 e deverá durar dois anos.

Obra inacabadas

As obras inacabadas, que, inicialmente poderiam ser um entrave, acabaram contribuindo com a posição assertiva da entidade. Uma equipe liderada pelo coordenador de assessoria técnica e de planejamento do Sesc, Sérgio José Battistelli, vistoriou o espaço no início da segunda quinzena de fevereiro, e gostou do que viu. Tanto que a proposta apresentada respeita o projeto assinado pela arquiteta Lina Bo Bardi em meados da década de 1990. Lina projetou o MASP (Museu de Arte de São Paulo), que completou 50 anos em 2018. A inspiração de Lina para projetar o Centro de Convivência Vera Cruz, na década de 1990, foi o Sesc Pompeia, também planejado por ela.

VOCAÇÃO E NEGÓCIOS

Tombados pelo Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural de São Bernardo (COMPAHC), os Pavilhões continuarão sob a administração da Prefeitura. Esses espaços vêm sendo grande palco para grandes gravações desde a retomada do Estúdio Vera Cruz, pela Prefeitura e parceria com a Endemol. Em 2017, apresentadores como Luciano Huck e Gugu Liberato, passaram por lá, além de outros grandes nomes, como Gisele Bündchen, o astro do futebol Neymar e o cantor baiano Carlinhos Brown, que mostrou grande interesse no local e apreço por sua história de sucesso, que marcou o cinema brasileiro.

Quando não utilizado para o entretenimento, o local abre espaço para exposições e feiras de negócio. Alguns dos principais eventos de economia foram realizados neste período, como a Feira de Noivas e de Malhas.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*