28 de setembro de 2021

Santo André recua e retoma distribuição de Kit Merenda

Mais visitadas

Prefeitura alega que em julho foi recesso, mas programa será retomado em agosto; pais, diretores e políticos criticaram pausa

Até o momento já foram entregues 383.976 kits destinados às famílias de alunos matriculados em unidades da rede municipal de ensino. Foto: Divulgação

A Prefeitura de Santo André realizará no mês de agosto mais uma etapa do Merenda em Casa, programa que distribui alimentos a famílias de alunos matriculados em escolas da rede municipal. O programa tinha sido interrompido e pais de alunos, diretores e políticos criticaram o fato.

A iniciativa, que já chegou à marca de 383.976 kits distribuídos, teve início em março de 2020, período em que as aulas foram suspensas na cidade devido à pandemia de Covid-19. Em julho, as famílias não receberam o benefício.

“O Merenda em Casa segue no mês de agosto. Neste mês de julho passamos pelo período de recesso, mas na volta às aulas, no mês que vem, continuaremos entregando os kits do programa, garantindo alimentação adequada às famílias dos alunos que estudam em nossa rede pública”, disse o prefeito Paulo Serra.

O kit de alimentos fornecido pela Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André), empresa pública responsável pelo fornecimento das merendas na rede municipal de ensino, é composto por itens como arroz, feijão, leite em pó e macarrão, além de frutas e legumes como maçã, batata, cenoura e chuchu.

Uma aluna da rede municipal chegou a gravar um vídeo após a interrupção do benefício. Vânia Dias Marin, mãe da Giovanna, estudante da Escola José Lazzarini, disse que esse recuo foi uma vitória dos pais. “Em julho, as crianças também comem. O kit não deixa de se fazer necessário por conta do recesso. A verdade é que recuaram e que vão distribuir as cestas. Isso é que importa. Deveriam mandar duas cestas em agosto para compensar o mês de julho. Essa foi uma conquista dos pais, porque houve repercussão negativa e o prefeito voltou atrás”, disse a mãe.

Veja a postagem feita pela aluna Giovanna na semana passada.

 

Câmara

O vereador Ricardo Alvarez (Psol) também comemorou a decisão. “Essa é uma vitória da comunidade escolar. O prefeito Paulo Serra cedeu à pressão da comunidade escolar e vai retomar a entrega do kit merenda que havia sido suspenso nos últimos meses aos alunos e alunas da rede municipal. Quis economizar com cesta básica e isso é grave”, disse o parlamentar em vídeo gravado nesta segunda-feira e postado nas redes sociais.

Volta às aulas – No segundo semestre do ano letivo deste ano, a merenda escolar será disponibilizada para as crianças que retornarem para as aulas presenciais, sendo oferecidas duas refeições ao dia, como ofertado aos alunos anteriormente à pandemia.

As aulas retornarão em 2 de agosto, respeitando todos os protocolos de segurança. Cerca de 97% do quadro de profissionais da educação receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19 e 77% receberam a segunda dose.

Estrutura – Além do Merenda em Casa, durante o período de ensino remoto, a cidade disponibilizou de forma gratuita para mais de 30 mil alunos e professores da rede municipal de ensino chips com acesso à internet, como forma de viabilizar conteúdos e ferramentas pedagógicas para o aprendizado à distância e o acesso às plataformas Google Classroom e Microsoft Teams.

Além disso, 8.500 tablets estão sendo entregues para alunos e professores do 4° e 5° ano do ensino fundamental, docentes de creches municipais e inclusão, além de professores, instrutores e alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA), como parte do programa Qualieducação.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações