Santo André oferece 2,68% de reajuste a servidor; categoria pede 8,07%

Segunda rodada de negociação entre Prefeitura e Sindserv foi marcada para terça-feira da próxima semana

 

Paço de Santo André inicia discussão de dissídio com servidores. Foto: Divulgação/Consórcio Intermunicipal

A Prefeitura de Santo André ofereceu para os servidores um reajuste salarial de 2,68%, que representa a inflação indicada pelo IPCA nos últimos 12 meses. O índice foi rejeitado pelo Sindserv (Sindicato dos Servidores Públicos de Santo André) e nova rodada de negociação foi marcada para a próxima terça-feira (24/04). A data-base da categoria é 1º de abril. O município conta com 12 mil servidores ativos e aposentados.

A categoria reivindica como correção da inflação o IPC-DI/FGV (3,07%) dos últimos 12 meses e aumento real de 5%, que totaliza 8,07%.Terminou sem avanço a primeira rodada de negociação, realizada nesta terça-feira (17), para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho 2018 entre o Sindserv Santo André e a Prefeitura”, informou o sindicato. “O Sindserv Santo André espera que a Prefeitura tenha sensibilidade para avançar na negociação. A pauta de reivindicações foi aprovada pelos servidores na Educação, Guarda, Sosp, Semasa, Saúde, Garagem Educação, Fabring, CRAISA e aposentados em assembleia, realizada no dia 15 de março, no Anfiteatro da Câmara”, completou o Sindserv.

A Prefeitura foi questionada, mas não falou em números, mas adiantou estar disposta a manter as negociações. “A primeira conversa sobre o acordo coletivo aconteceu na terça, mas a pauta indicada traz uma grande extensão e as negociações apenas começaram. Outras reuniões serão marcadas para dar prosseguimento às discussões. Por ser apenas uma conversa inicial, ainda não há previsão dos impactos financeiros. De qualquer maneira, a Administração garante que debaterá abertamente todas as possibilidades para ajudar os servidores da cidade, e que não haverá nenhum tipo de prejuízo para os trabalhadores que garantem o andamento dos serviços para o munícipe de Santo André”, informou o governo do prefeito Paulinho Serra

Conheça as reivindicações dos servidos para 2018

– 8,07% de reajuste salarial e nos benefícios (que engloba 3,07% da inflação calculada pelo IPC-DI/FGV nos últimos 12 meses mais o aumento real de 5%)

– Pagamento imediato do retroativo da Campanha 2017;

– Mudança na concessão do Vale Transporte em dinheiro, respeitando o direito de escolha do servidor.

– Manutenção da 1ª parcela do 13º no mês de junho;

– Pagamento de incorporação salarial no valor de R$ 150,00 para todos os trabalhadores

– Vale-Refeição para todos.

– Criação do Estatuto conforme preconiza o Plano Municipal de Educação e cumprimento da Lei de 1/3 para os professores.

– Mudança no requerimento para coibir descontos indevidos na folha de pagamento.

– Aumento de folgas abonadas de 4 para 12 e que a 5ª folga, batizada de “Happy Day”, seja tirada no mês de aniversário do servidor e servidora ou no primeiro dia útil subsequente trabalhado;

A Ações que combatam o assédio moral e sexual nos locais de trabalho.

-Implantação da jornada de 30 horas para os trabalhadores na saúde e da educação.