Sabia como denunciar: SSP dará R$ 50 mil por informação sobre morte de PM de Mauá

Mais visitadas

Kaique da Silva Coutinho, conhecido como “Chip”, é apontado como autor dos disparos contra o PM; denúncia sobre seu paradeiro pode ser feito na plataforma do WebDenúncia

Kaique da Silva Coutinho
Kaique da Silva Coutinho, conhecido como “Chip”, é apontado como autor dos disparos. Foto: Divulgação

A Secretaria da Segurança Pública de São Paulo irá pagar R$ 50 mil por informações que ajudem a localizar Kaique Coutinho do Nascimento, de 21 anos. Conhecido como “Chip”, ele é apontado como assassino do soldado Cosmo, morto na última sexta-feira (2), durante a Operação Verão. O anúncio oficial da recompensa foi feito na tarde desta quinta-feira (8), durante entrevista coletiva no gabinete da pasta, montado em Santos, em que foi revelada a identidade do autor.

A resolução que estabelece a recompensa de R$ 50 mil foi assinada pelo secretário Derrite.

O soldado morreu após ser baleado no rosto enquanto averiguava uma denúncia de tráfico de drogas no Jardim São Manuel, em Santos. O homem sai de um imóvel, atira e foge logo em seguida.

Após investigações, a polícia conseguiu identificar o homem que aparece nas imagens e já obteve mandado de prisão temporária concedido pela Justiça. Qualquer informação útil sobre o paradeiro do autor pode ser compartilhada por meio do Programa de Recompensa. Caso a informação tenha efetivamente ajudado a prender o homem, o denunciante recebe uma recompensa de R$ 50 mil.

Como fazer a denúncia?

Instituto pelo decreto 46.505, de 21 de janeiro de 2022, o programa existe para estimular a população a contribuir com a polícia, compartilhando informações úteis que possam ajudar a localizar criminosos. Qualquer cidadão com detalhes sobre a identidade ou a localização de algum procurado, pode fazer a denúncia de forma anônima, ou seja, todo o processo garante a preservação da identidade do denunciante.

Para fazer a denúncia, são disponibilizados dois meios. O primeiro deles é por telefone, pelo número 181. O denunciante será atendido por um telefonista e poderá fornecer tudo o que sabe para que a denúncia seja registrada sem que a pessoa precise se identificar.

A outra forma é pela página do WebDenuncia. Basta entrar na página do WebDenuncia, por meio do link https://www.webdenuncia.org.br/cidadao/denuncie, clicar em denunciar e seguir o passo a passo. Ao final, o denunciante recebe um número de protocolo para acompanhar o andamento da sua denúncia. As informações são verificadas por uma equipe e, caso seja comprovado que elas ajudaram na resolução do caso, a pessoa que as forneceu é comunicada.

Para receber a recompensa, a tela do WebDenuncia mostrará um número de cartão bancário virtual, que permitirá saques do valor em qualquer caixa eletrônico do Banco do Brasil, sem que haja a necessidade de identificação. A retirada pode ser feita de uma vez ou aos poucos, como um cartão bancário comum.

Atualmente, além do programa de recompensa por informações sobre o assassino do soldado Cosmo, existem outros sete programas ativos, que também estão abertos para receber denúncia. Para saber mais sobre cada um deles, basta entrar no link https://www.ssp.sp.gov.br/servicos/programa-estadual-recompensa .

 

Mais publicações

Últimas publicações