S.Caetano terá folha de pagamento complementar para pagar reajuste de servidores

 Prefeitura diz que projeto que prevê aumento foi aprovado pela Câmara nesta quinta e será sancionado pelo prefeito nesta sexta

 

folha complementar
Prefeitura de São Caetano fará folha complementar para pagar reajuste Foto: Divulgação

A Prefeitura de São Caetano informou que lançará uma folha de pagamento complementar até 12 de julho para pagar o reajuste dos servidores. A expectativa é que o aumento fosse aplicado em 30 de junho, mas o projeto foi aprovado pela Câmara nesta quinta-feira (27/06) e vai nesta sexta-feira para a prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) sancionar a lei.

Os funcionários de São Caetano terão 6,76% de aumento, o maior entre as sete Prefeituras do ABCD.Até 12 de julho serão pagos 3,89% retroativos a 1º de março, além de 1,11% retroativo a 1º de maio. Os outros 1,76% serão pagos em 30 de julho.

“Assumimos um compromisso público de repor as perdas inflacionárias, inclusive as incorridas no período onde não foi concedido o reajuste ao funcionalismo”, disse o prefeito José Auricchio Júnior.

Para quem ganha o piso salarial, o reajuste será de 10%, pois valor vai de R$ 2 mil para R$ 2,2 mil. Nessa faixa, serão beneficiados 3 mil servidores, dos 6 mil que existem na Prefeitura.

O Sindser (Sindicato dos Servidores Públicos) questionou o governo por não conseguir pagar o reajuste até 30 de junho como havia prometido e enviou oficio ao governo fazendo questionamentos e pedido uma folha de pagamento complementar até 5 de julho. O vereador da oposição Jander Lira (PP) acha que o projeto poderia ter seguido antes para a Câmara. “O projeto foi protocolado dia 25 e já votamos nesta quinta em sessão extraordinária. A Câmara fez sua parte”, afirmou.

Inflação

“A proposta foi confeccionada considerando as inúmeras tratativas mantidas com o Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos em São Caetano”, explica o prefeito. “É fato incontestável de que a inflação vem defasando os salários dos servidores, buscando-se, assim, com a medida, amenizar as perdas salariais, além de valorizar nossos servidores públicos, mesmo diante da notória crise financeira que afeta o País e os entes públicos em todas as suas esferas”.

O valor da gratificação remuneratória por risco de vida concedida aos membros da GCM (Guarda Civil Municipal), cesta básica e vale-transporte serão pagos proporcionalmente aos índices de reajuste.

Valores da hora/aula dos professores nível I – anos iniciais do Ensino Fundamental, da Educação Infantil, da Educação de Jovens e Adultos, da Escola de Bailado; professores nível II – anos finais do Ensino Fundamental, da Educação de Jovens e Adultos, do Ensino Médio e da Escola Municipal de Idiomas, Escola Municipal de Informática e da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude serão reajustados observando a aplicação proporcional dos índices.