S.Bernardo inicia campanha de vacinação contra sarampo nesta segunda

Público alvo será para a faixa etária de 5 a 19 anos, entre 10 de fevereiro e 13 de março, com dia D em 15/02; vacina está disponível nas 34 UBSs do município

 

vacinação
Público alvo para vacinação será para a faixa etária de 5 a 19 anos, entre 10 de fevereiro e 13 de março; vacina está disponível nas 34 UBSs de São Bernardo. Foto: Divulgação/PSBC-Gabriel Inamine

 

Em cumprimento à determinação do Ministério da Saúde, a Prefeitura de São Bernardo inicia na próxima segunda-feira (10/02), uma nova campanha de vacinação contra o sarampo, até o dia 13 de março. O dia D está previsto para o próximo sábado (15/02).

A vacina estará disponível para o público alvo da campanha, faixa etária de 5 a 19 anos, nas 34 Unidades Básicas de Saúde, das 8h às 17h. As unidades União, Alvarenga, Alves Dias, Nazareth, Taboão e Vila São Pedro, que tiveram o horário de funcionamento estendido pelo programa Saúde na Hora, atendem até às 22h.

De acordo com o secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple Sobrinho, esta é mais uma iniciativa para possibilitar a interrupção da circulação do vírus no País, sendo este um passo importante para a recertificação da eliminação da doença do Brasil. “O sarampo é uma doença grave que pode deixar sequelas por toda a vida ou causar o óbito. A vacina é a única maneira de evitar a doença”, alertou Dr. Geraldo.

CASOS E COBERTURA VACINAL

Em 2019, São Bernardo notificou 1.853 casos suspeitos de sarampo, sendo 381 casos confirmados. A cobertura vacinal de SCR (tríplice viral) foi de 87%, a meta estipulada pelo Ministério da Saúde é de 95%.

 

VACINAÇÃO SELETIVA

O munícipe deve se dirigir a UBS mais próxima de sua residência portando carteira de identidade e de vacinação. Será realizada a leitura de carteirinha no momento da imunização. As vacinas serão aplicadas em crianças a partir de 5 até 19 anos de idade não vacinadas ou com esquema de vacinação incompleto para o sarampo. Além disso, toda a população a partir de 6 meses até os nascidos a partir de 1960 podem atualizar a situação vacinal nos postos de vacinação.