S.Bernardo arrecada 50 mil litros de óleo de cozinha e entra para o Ginness Book

 Premiação ocorrerá nesta segunda-feira, em Miami (EUA); isso foi possível por causa de força-tarefa realizada com escolas municipais, entidades assistenciais e iniciativa privada 

 

São Bernardo arrecada mais de 50 mil litros de óleo em um único mês e entra para o Guinness Book. Foto: Divulgação/PSBC-Ricardo Cassin

 

São Bernardo arrecadou 50.501,88 litros de óleo de cozinha e tornou-se a primeira cidade da região a fazer esse feito durante 30 dias, batendo um recorde mundial. A marca será reconhecida pelo Guinness Book nesta segunda-feira (09/03), às 13h (horário de Brasília), em Miami (EUA). O evento terá a presença do prefeito Orlando Morando.

A Campanha, batizada como  Eco Óleo, é organizada pela Prefeitura de São Bernardo, por meio de parceria com o Instituto Triângulo, entre 11 de outubro a 11 de novembro. Essa ação contou com a participação de escolas municipais, estaduais, entidades cadastradas no Fundo Social de Solidariedade (FSS) e empresas privadas. A marca será reconhecida pelo Guinness Book nesta segunda-feira (09/03), às 13h (horário de Brasília), em Miami (EUA). O evento terá a presença do prefeito Orlando Morando.

A primeira etapa da campanha começou em 5 de junho de 2019, no Dia Mundial do Meio Ambiente. A ação contou com 105 escolas, sendo 86 municipais. Incentivado pelo bom resultado, foi lançada a segunda etapa – essa valendo para a contagem do Guinness Book –, em 11 de outubro de 2019. Essa fase contou com o reforço de entidades assistenciais, mais escolas municipais e estaduais, e da iniciativa privada.

Com esse reforço, aumentou-se o ponto de coleta de 85 para 300. Qualquer munícipe que aderia ao programa trocava uma garrafa PET com dois litros com o resíduo nos pontos de coleta. Na troca, foram oferecidas pedras de sabão feitas com óleo de cozinha usado pelo Instituto Triângulo.

“Um dos principais objetivos desta campanha é proteger um dos bens mais preciosos de nossa cidade: a Represa Billings. O óleo de cozinha faz parte de nossas vidas, mas precisamos descartá-lo de forma consciente. É mais cuidado ao meio ambiente e melhor qualidade de vida para as próximas gerações”, afirmou o prefeito Orlando Morando.

Graças ao êxito da campanha, deixou-se de contaminar 1.030 piscinas semiolímpica (25 m) e como 1.860 carros deixassem de liberar monóxido de carbono (CO²) por um mês. Além disso, 1 litro de óleo usado descartado incorretamente polui 25 mil litros de água. Tanto que este resíduo despejado diretamente no sistema de esgoto, encarece o tratamento em 45%.

Com a coleta de óleo, São Bernardo contribui com uma nova cadeia de produção, já que o óleo usado de cozinha pode se transformar em biodiesel, glicerina ou é reaproveitada na indústria de cimento como desmoldante de concreto.

PROTEÇÃO AMBIENTAL

A medida também atende às regras da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que estabelece a responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos. O descarte irregular de resíduos pode causar a contaminação do solo e de águas subterrâneas, o entupimento de tubulações, além de atrair e favorecer a proliferação de vetores de doenças, como ratos e baratas, trazendo riscos à saúde pública e dos trabalhadores de limpeza urbana.

“O objetivo desta ação é mudar o hábito de nossa população, minimizando os impactos negativos decorrentes da deposição deste resíduo na natureza. Colocamos à disposição pontos de coleta com grande abrangência na cidade, permitindo o descarte de maneira correta”, disse o secretário de Meio Ambiente e Proteção Animal, José Carlos Gobbis Pagliuca.