S.Bernardo amplia frota de ônibus em horários de pico e reforça higienização

 Ação integra pacote de medidas adotadas pela Prefeitura para combater disseminação do novo coronavírus

 

Higienização dos ônibus integra pacote de medidas adotadas pela Prefeitura para combater disseminação do novo coronavírus. Foto: Divulgação/PSBC-Gabriel Inamine

 

Em mais uma ação de combate à disseminação do novo coronavírus (COVID-19), o prefeito de São Bernardo Orlando Morando acompanhou, nesta terça-feira (17/03), o início do processo de higienização completa de toda a frota municipal de transporte coletivo da cidade. A medida, que integra o plano emergencial adotado pela Administração municipal, visa assegurar a segurança de 250 mil passageiros que utilizam diariamente o sistema que, a partir desta semana, terá ainda aumento de ônibus nas ruas durante os horários de pico com objetivo de evitar aglomerações, utilizando a reserva técnica, que fez saltar dos 389 carros para 424 veículos.

A limpeza dos veículos, realizada em parceria com a SBCTrans, será realizada no término de cada viagem nos 28 terminais e pontos finais espalhados pela cidade. O processo prevê a higienização de bancos, apoios de braça e cabeça, além de janelas.

“O reforço da frota de ônibus e a higienização dos coletivos é fundamental para combater a disseminação do coronavírus em espaços com grande movimentação de pessoas. Com isso, nosso objetivo é assegurar que nossos moradores estejam seguros durante o trajeto de sua casa até trabalho”, afirmou o chefe do Executivo.

A vistoria da higienização dos coletivos realizada pelo prefeito contou com a presença do presidente da Empresa de Transportes Coletivos de São Bernardo (ETC), Ademir Silvestre, e da diretora da SBCTrans,  Milena Braga.

AÇÕES – Nesta terça-feira (17/03), por meio do decreto 21.111, a Prefeitura de São Bernardo decretou estado de emergência no município, pelo prazo máximo de até 180 dias. O documento, assinado pelo prefeito Orlando Morando, determina série de medidas para conter o avanço da pandemia de COVID-19 no âmbito da Administração Municipal. O material está disponível na integra no link https://www.saobernardo.sp.gov.br/documents/10181/1018801/NM+2116+Especial+de+17.03.2020+-+Conteu%CC%81do+Integral.pdf/e8d53703-5217-0a34-bc8c-b85efcbafdeb

Entre as determinações impostas pela Prefeitura está à suspensão de férias e licenças de servidores da Saúde, o mapeamento das casas de acolhimento de idosos, a utilização de prédios escolares para apoio da Saúde e o cancelamento de atividades culturais e esportivas.

 

De acordo com o último boletim divulgado pela Secretaria de Saúde, São Bernardo apresenta, até o momento, 146 notificações do coronavírus, sendo que destes, apenas dois casos foram confirmados. Trata-se de um casal que, recentemente, esteve em viagem pela Itália e, no momento, está em casa, sendo monitorado pela Vigilância Epidemiológica do município. Outros 124 casos estão sendo investigados e 20 já foram descartados.

 

EDUCAÇÃO – Devido à suspensão gradativa das aulas, a rede municipal de São Bernardo registrou nesta terça-feira presença de apenas 5% dos 82 mil alunos da rede. Na rede estadual, onde as aulas serão interrompidas oficialmente na segunda-feira, o nível de presença foi de 2%.

 

POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA –  A Administração também orientou a Organização da Sociedade Civil (OSC) responsável pela gestão do albergue municipal, no Centro, quanto ao reforço do uso de álcool gel e da higienização dos usuários, no momento do ingresso e durante sua permanência no serviço. A medida visa evitar a propagação do coronavírus. Além disso, a equipe está orientada quanto à identificação de pessoas com sintomas, para encaminhamentos e notificação à secretaria de Saúde