23 de janeiro de 2022

Quatro animais são salvos em Ribeirão Pires

Mais visitadas

Todos foram avaliados e liberados para voltar à seus respectivos habitats

sagui
Sagui já está de volta ao seu habitat. Foto: Divulgação/PRP

A Secretaria de Meio Ambiente, Habitação e Desenvolvimento Urbano de Ribeirão Pires, por meio do Departamento de Proteção à Fauna e Bem Estar Animal, realizou resgate de quatro animais nesta segunda-feira (06/12). Todos foram avaliados e liberados para voltar à seus respectivos habitats.

O lagarto-teiú, e a Jararaca estavam dentro do quintal de munícipes, o primeiro em Ouro Fino e o segundo no Bairro Bocaina e o sagui entrou dentro de uma casa no Jardim Panorama, ficando preso no local, já a coleirinha foi encontrada em uma armadilha na mata da Estância próximo a divisa com Mauá.

Lagarto teiú

Também chamado de “teju açu”, “lagartiu”, “jacuraru”, entre outros nomes, o lagarto tem em média 1.4 metro, podendo até mesmo passar de dois metros em alguns casos. Ele consegue se adaptar tanto a florestas úmidas, como a Atlântica, presente na Estância, como em regiões mais secas como o Cerrado.

Jararaca

cobra jararaca
jararaca foi levada até um local afastado longe da presença humana. Foto: Divulgação/PRP

São serpentes peçonhentas comuns em nossa região de mata atlântica. Por apresentarem tolerância à presença humana elas são comumente encontradas em áreas urbanas. Elas podem ter até 1.6 metro e possui um veneno muito poderoso.

Sagui

 O pequeno macaco está presente em boa parte do território brasileiro, incluindo a Mata Atlântica, presente na Estância. Eles são de pequeno porte chegando a no máximo 450 gramas de peso e se movimentando quase sempre longe do solo para evitar serem presas de animais maiores.

Para mais informações, resgates, denúncias ou entregas voluntárias os números do departamento para contato são: 4824-4197 ou 97211-1112, este último também aceita mensagens via WhatsApp.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações