Presidente inaugura laboratório da Universidade Federal do ABC em S.Bernardo

Mais visitadas

Lula: “Quem estuda tem mais chance de ter um emprego que dá autonomia e dignidade na vida”

Em São Bernardo do Campo para inaugurar novas instalações da Universidade Federal do ABC (UFABC), o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, reafirmou o compromisso do governo federal com a educação, a retomada de investimentos e anunciou um programa especial para garantir qualidade e a permanência de crianças e jovens no ensino fundamental. “Quem estuda tem mais chance de ter um emprego que dá autonomia e dignidade na vida”, disse ele. A cerimônia ocorreu na manhã desta sexta-feira (02/06).

“Mesmo sem diploma universitário, coloquei na minha cabeça que íamos fazer uma revolução – e vamos fazer! Para cada real que a gente investe na educação, tenho certeza, voltam milhares para os cofres desse país, para ajudar a gente a cuidar do povo”, disse o presidente, anunciando para o dia 12/6 (segunda-feira) o lançamento do “Compromisso Nacional Criança Alfabetizada”, proposta específica para o ensino fundamental. Lula conclamou a comunidade acadêmica a participar da “revolução do bem, por um Brasil melhor”.

Lula na UFABC
Presidente inaugura laboratório da Universidade Federal do ABC em São Bernardo. Foto: Divulgação/Foto: Ricardo Stuckert

EXCELÊNCIA

Pensada e erguida durante o seu primeiro mandato, a excelência da UFABC foi ressaltada por Lula. Neste período, no qual o atual ministro da Fazenda, Fernando Haddad, era titular da pasta da Educação, foram construídas 19 novas universidades em todo o país e mais de 400 institutos federais de educação. O feito foi essencial para a maior inclusão educacional já feita no país.

Na UFABC, o presidente lançou a pedra fundamental e participou da inauguração, em 2009. Hoje, visitou laboratórios, encontrou a comunidade escolar e celebrou o fato de a Universidade ter, atualmente, 20 mil estudantes, selecionados em um processo inclusivo para diferentes grupos.

Lula com alunos da UFABC
Lula se encontrou a comunidade escolar e celebrou o fato de a Universidade ter, atualmente, 20 mil estudantes. Foto: Divulgação/Ricardo Strucker

Presente à cerimônia, Haddad argumentou que não é possível mudar um país desigual como o Brasil sem a promoção de políticas vigorosas na educação e na saúde. “Continuo como um aliado, no Ministério da Fazenda. Não mudei de lado, só mudei de prédio”, acrescentou.

O ministro Camilo Santana (Educação) mencionou as iniciativas já adotadas na área, como o reajuste do repasse da merenda escolar, a revisão nos valores das bolsas e o pacto nacional para retomada das obras inacabadas, além da recomposição orçamentária. “A universidade gera oportunidades e esperança para os jovens brasileiros. O Brasil voltou a ter compromisso com educação pública, gratuita e de qualidade”.

Luciana Santos, ministra da Ciência, Tecnologia e Inovação, também listou os avanços do Governo Federal para a educação, pesquisa e inovação. Citou, especificamente, a reativação do Fundo Nacional de Ciência e Tecnologia, antes ignorado pela administração federal. “Vamos ter agora R$ 10 bilhões para a ciência e a tecnologia. O Brasil voltou, a ciência voltou, viva o povo brasileiro, viva as universidades do Brasil”, saudou.

Mais publicações

Últimas publicações