17 de abril de 2021

Prefeitura de São Bernardo implanta projeto piloto de capinação elétrica

Mais visitados

Além de oferecer mais rapidez ao serviço de zeladoria, tecnologia permite combate às plantas invasoras sem utilização de produtos químicos

Além de oferecer mais rapidez ao serviço de zeladoria, capinação elétrica permite combate às plantas invasoras sem utilização de produtos químicos. Foto: Divulgação/PSBC-Gabriel Inamine

 

A Prefeitura de São Bernardo implantou projeto piloto de capinação elétrica, visando aprimorar a qualidade e eficiência dos serviços de zeladoria da cidade. Trata-se de tecnologia já existente em países da Europa, que consiste na utilização de sistema de descarga elétrica para o combate às plantas invasoras que nascem em calçadas, guias e sarjetas. A iniciativa foi apresentada pelo prefeito Orlando Morando nesta quinta-feira (18/02), na região do Riacho Grande.

Com a vantagem do controle sistêmico de vegetação, sem a utilização de produtos químicos, a capinação é feita da mesma forma tanto no sistema aéreo (folha) quanto na parte radicular (raízes), tornando o serviço de zeladoria mais eficiente e econômico, sem agressão ao meio ambiente.

Outra vantagem da tecnologia é que o sistema retarda o tempo de manutenção em vias do município. Enquanto a capinação elétrica de aproximadamente 5.000 volts permite que a manutenção seja realizada em intervalos de até 60 dias, a manual exige que o serviço seja realizado com frequência semanal.

“Além da rapidez na execução do serviço, o sistema nos permite chegar até a raiz da planta. Tudo isso sem uso de produtos químicos, protegendo nosso meio ambiente. É o único modo de ação não químico que funciona sistematicamente até as raízes”, disse o prefeito.

O sistema que já é utilizado em países como EUA e França foi apresentado oficialmente na tarde desta quinta-feira próximo ao Parque Estoril, numa via de paralelepípedo que possuía vegetação em guias e sarjetas. Na oportunidade, o prefeito acompanhou a execução do serviço com o uso da tecnologia, acompanhado do vice-prefeito e secretário de Serviços Urbanos, Marcelo Lima, e do diretor da SBA, empresa responsável pelos serviços de zeladoria da cidade, Arthur Bebilaqua.

Nesta etapa do projeto piloto, que está sendo realizado pela iniciativa privada, sem custo ao município, o sistema será utilizado em diversos pontos do município, tais como a Avenida Lauro Gomes e vias do Riacho Grande. A expectativa é a de que nas próximas semanas a Secretaria de Serviços Urbanos, com apoio da SBA, se reúna para alinhar os resultados da ferramenta, que pode ser incorporada por definitivo aos serviços de zeladoria de São Bernardo.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações