Prefeitos do ABCD vão suspender transporte público a partir do dia 29

Iniciativa faz parte de medidas para coibir disseminação do coronavírus

 

 

Iniciativa de prefeitos do ABCD para suspender circulação de ônibus faz parte de medidas para coibir disseminação do coronavírus . Foto: Divulgação/PSA-Angelo Baima

 

Em assembleia extraordinária do Consórcio Intermunicipal Grande ABC, realizada nesta na manhã quarta-feira (18/03), que reuniu os prefeitos dos sete municípios que compõem a região, fica determinada a suspensão temporária do Transporte Público municipal.

A interrupção do serviço será gradativa, até o dia 28 de março. A partir do dia 29 de março, a suspensão passa a ser total, por período indeterminado. A medida faz parte de um esforço regional para conter o avanço do novo Coronavírus (Covid-19), que configura pandemia. A decisão do Consórcio Intermunicipal tem o objetivo de minimizar danos à população e preservar vidas no Grande ABC.

A medida integra um esforço regional para conter o avanço do novo coronavírus (Covid-19), com o objetivo de minimizar danos à população e preservar vidas nas sete cidades da região.

O presidente do Consórcio ABC e prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão, ressaltou que a atitude é drástica, mas entendida pelos sete prefeitos como necessária para a proteção dos cidadãos.

“Mais uma vez o Consórcio ABC se mostra referência em atuação de prefeituras de forma colegiada. O objetivo desta decisão é minimizar os deslocamentos da população, assim como a circulação de pessoas, que devem evitar sair de casa e evitar aglomerações”, afirmou Maranhão.

Conforme estimativa do Consórcio ABC, serão suspensas, ao todo, e de forma gradativa, aproximadamente 200 linhas. Por dia, são aproximadamente 500 mil passageiros. Cada município está disponibilizando sua estrutura para atender as demandas dos profissionais de saúde e segurança.

A entidade regional informou a Secretaria Estadual dos Transportes Metropolitanos (STM) sobre a decisão e solicitou ações preventivas da pasta também em relação às linhas intermunicipais de ônibus e à circulação de trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) na região, visando à proteção da população diante da pandemia de Covid-19.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*