Prefeito e vereadores choram na eleição para presidente Câmara de S.Bernardo

Eleição aconteceu porque Ramon Ramos, que chefiava o Legislativo, morreu em acidente de carro; Familiares participaram de homenagem

 

Familiares de Ramon Ramos e prefeito Orlando Morando foram à sessão que elegeu novo presidente, Juarez Tudo Azul. Foto: Divulgação

 

O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), e vereadores choraram nesta quarta-feira (08/10) na sessão que elegeu o novo presidente da Câmara, Juarez Tudo Azul (PSDB).  A eleição aconteceu porque Ramon Ramos (PDT), que chefiava o Legislativo, morreu em um acidente de carro neste domingo (06/10).

“A tristeza não nos deixou. O ato (de eleger o presidente) é obrigatório pelo Regimento, mas é eleição que não se comemora. Juarez é o decano da Casa e com sua experiência irá conduzir bem os trabalhos, mas é momento triste”, afirmou o prefeito, que durante o discurso chorou ao lembrar da amizade com Ramon e também quando relatou que foi muito impactante para ele ver a filha de Ramon, de 9 anos, chorar pela morte do pai.

A sessão foi de muita comoção, tristeza e inconformismo pela morte do chefe do Legislativo, que era respeitado por todos os parlamentares. Quando foi eleito presidente, em dezembro do ano passado, obteve 27 dos 28 votos. Apenas a vereadora Ana Nice (PT) se absteve da votação na ocasião.

Os familiares de Ramon (pai, mãe, irmã, ex-mulher e um dos filhos) foram até a Câmara para receber uma homenagem. Uma praça-parque em construção na Vila Vilvadi terá o nome de Ramon, conforme projeto de lei enviado à Câmara pelo prefeito. “Estamos estuando dar nome a um outro prédio público”, afirmou o prefeito.

Eleitos

Foram eleitos nesta quarta-feira Juarez Tudo Aul como presidente, Martins Martins (PHS) como vice-presidente e Toninho Tavares (PSDB), como  segundo secretário. O vereador Fran Silva (SD) continua na primeira secretaria da mesa.

Foram 23 votos a cinco. Somente quatro vereadores do PT e o parlamentar Índio votaram em branco. Tião Matheus (PT) divergiu da posição da bancada e votou na chapa governista. “Juarez é meu amigo. Votei nessa chapa porque essa Casa precisa de paz neste momento”, disse.

Juzrez Tudo Azul afirmou que compreende os votos em brancos e que governará para todos. “Só não vou aceitar pressão de grupos”, disse Juarez, que durante toda a sessão se mostrou muito emocionado pela morte do presidente. Tudo Azul abriu mão da candidatura a presidente em dezembro em favor de Ramon.

Posse do suplente

O vereador Roberto Palhinha (Avante) tomou posse como vereador por conta da morte de Ramon Ramos. Ele era o primeiro suplente da coligação. Ele chorou muito quando foi discursar.  Disse que é difícil assumir a função porque Ramon era seu amigo. “Antes de ser político, sou amigo. É uma reponsabilidade grande assumir a cadeira de Ramon”, disse Palhinha ao acrescentar que não conseguiu dormir  nesta quarta por conta da emoção e tristeza.

 

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*