Poste cai e provoca acidente com 4 carros na divisa de Mauá com SP

Motoristas reclamam que outros dez postes estão jogados na lateral da pista que liga o Rodoanel à Jacu Pêssego; Veja vídeo

 

Motoristas reclamam que outros dez postes estão jogados na lateral da pista que liga o Rodoanel à Jacu Pêssego. Foto: Leitora

 

A queda de um poste de iluminação na avenida Oscar Niemeyer, na divisa de Mauá com São Paulo, provocou um acidente com quatro veículos na madrugada desta terça-feira (03/12). Essa via faz a ligação do Rodoanel com a Jacu Pêssego. Ninguém se feriu, mas os carros ficaram danificados.

Os motoristas afirmam que há descaso do poder público, pois outros dez postes estão jogados na parte lateral da via aguardando por uma remoção. Em 3 de novembro, o ABCD Jornal já havia publicado uma reportagem que um poste de 30 metros estava prestes a cair. Só não tinha ido ao chão porque fios de outros postes seguravam a estrutura. Os motoristas alertavam que com a queda alguém poderia se machucar.

Um mês depois, um poste caiu e provocou o acidente com quatro carros. “Hoje meu marido colidiu com o poste caído às 4h20 da manhã. Por pouco não aconteceu um acidente grave. Acabou com nosso carro. Outro carro quase capotou. Pelo menos quatro veículos bateram no mesmo poste. No nosso caso, estourou o pneu do lado esquerdo, toda parte de baixo e as portas danificaram e o para-choque quebrou”, lamentou Patrícia Silva de Carvalho, mulher do motorista Gemerson Araújo Silva, que se envolveu na colisão e já registrou BO (Boletim e Ocorrência).

Uma parte da pista teve de ser bloqueada por conta do acidente.

As prefeituras de Mauá e São Paulo, além da concessionária Enel foram procuradas. A Enel afirmou que a responsabilidade não é dela.

A Prefeitura de Mauá informou, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, que em novembro, a Mauá Luz reparou e retirou os postes danificados que estavam localizados em Mauá, portanto, as demais postes são de responsabilidades da Enel.

A Prefeitura  de São Paulo, até o fechamento da reportagem, não haviadado retorno para se posicionar sobre o assunto.

Mais informações em breve

 

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.


*