Polícia prende suspeitos de roubo de ouro em Guarulhos

Entre os detidos está homem que disse ter sido mantido refém pela quadrilha

Entre os detidos está encarregado que disse ter sido mantido refém pela quadrilha. Foto: Reprodução

 

O Deic (Departamento Estadual de Investigações Criminais) informou que foram presos suspeitos de envolvimento no roubo de 718 quilos de ouro na última quinta-feira (25/07), no Aeroporto Internacional de Guarulhos.

De acordo com a Polícia, foram detidos o encarregado de despacho do aeroporto, Peterson Pattrício, de 33 anos, que disse à polícia ter sido mantido refém pela quadrilha; e um conhecido dele, chamado Peterson Brasil. A investigação indica que foi Brasil quem convidou Pattrício a participar do assalto.

Outros dois homens, que não tiveram os nomes divulgados, também foram presos. Segundo investigadores, eles seriam os donos de um estacionamento usado pelos ladrões para estacionar caminhonetes usadas no roubo.

A primeira detenção ocorreu na noite deste sábado (27/07). A polícia não divulga detalhes sobre os acusados “para preservar a investigação e evitar desvios na linha de trabalho”, informou em nota.

Ao menos dez pessoas podem ter participado do roubo ao ouro avaliado, segundo a polícia, em mais de R$ 100 milhões.

Para o crime, o grupo usou dois carros disfarçados de viaturas da Polícia Federal. Fortemente armados, renderam os funcionários que faziam a manipulação da carga e os obrigaram a transferir o ouro para uma das caminhonetes. A entrada dos ladrões foi facilitada por um supervisor de logística que havia sido rendido na noite anterior.

O metal, dividido em 31 malotes, tinha como destino Nova York, nos Estados Unidos, e Toronto, no Canadá. (Da Agência Brasil).