10 de agosto de 2022

Polícia prende namorado de estudante de arquitetura que foi morta em S.Bernardo

Mais visitadas

Gabriel Rodrigues Barbosa, de 21 anos, foi indiciado por feminicídio

 

Estudante de arquitetura Aisha foi morta às margens do Rodoanel, em São Bernardo. Foto: Reprodução

 

Gabriel Rodrigues Barbosa, de 21 anos, foi preso nesta sexta-feira (08/05) suspeito de ter matar a própria namorada em 4 de maio, às margens do Rodoanel, em São Bernardo. A vítima é Aisha Valleska Batista da Silva, de 18 anos, estudante de arquitetura.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado, o caso é investigado por meio de inquérito policial instaurado pelo Setor de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de São Bernardo. “O suspeito do crime foi preso nesta sexta-feira, em cumprimento de um mandado de prisão temporária. O homem foi indiciado por homicídio qualificado (feminicídio)”, informou a Secretaria.

Aisha foi morta com golpes de faca. Tanto ela quanto o namorado moravam em Guarulhos. O pai de da estudante de arquitetura soube da morte da filha pela televisão. Familiares disseram à Polícia que ela não tinha desavença com ninguém.

Durante as investigações, a Polícia apurou que o suspeito mantinha outro relacionamento amoroso, além do que tinha com Aisha.

À Polícia, o suspeito afirmou que vinha sofrendo pressão de Aisha para que ele terminasse o outro namoro de cinco anos que mantinha com uma jovem de 20 anos.

O agressor afirmou em depoimento que contratou terceiros para tirar a vida da namorada e que teria pago R$ 1,1 mil. O suspeito afirmou que foi ele mesmo que levou a namorada até o local do crime. No entanto,  a Polícia trabalha com a possibilidade de ele mesmo ter matado Aisha, porque até o momento não revelou nome dos supostos contratados.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações