14 de junho de 2021

Polícia prende homem que abusou sexualmente de criança em S.Bernardo

Mais visitadas

Vítima é mineira e passou dois meses sob os cuidados do agressor, que é parente e mora no bairro de Ferrazópolis

Criança sofreu abuso sexual enquanto estava sob os cuidados do parente em São Bernardo. Foto: Reprodução (imagem ilustrativa)

Na semana em que se celebra o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, a Polícia Civil capturou um homem, de 40 anos, acusado de abusar sexualmente de uma criança. Ele foi detido na última segunda-feira (17/05), em São Bernardo.

A prisão foi realizada pela equipe II do Setor de Investigações do 1º Distrito Policial da cidade, com apoio de agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic), após o acusado ter sido identificado pela Delegacia de Betim (MG) como autor de estupro de vulnerável praticado contra uma criança.

A vítima, moradora do município mineiro, veio à cidade paulista no início do ano e passou cerca de dois meses sob os cuidados do autor, com o qual possui um grau de parentesco. Já em casa, no final de março, a mãe flagrou mensagens de cunho sexual, enviadas pelo homem, no celular da criança e comunicou a Polícia Civil local.

Após identificação do suspeito, a polícia de Betim acionou as equipes paulistas, que auxiliaram nas diligências e conseguiram, junto ao Poder Judiciário, um mandado de prisão temporária. Durante diligências, o homem foi encontrado em um apartamento no bairro Ferrazópolis. Ele tentou resistir à ação policial, mas foi imediatamente detido.

Ao longo das buscas no local, foram encontrados um celular, sete caixas de telefones móveis, uma nota fiscal referente à compra de um aparelho, dois cartões de memória, um pen-drive e uma arma de airsoft desacompanhada da respectiva ponta laranja. Os objetos foram apreendidos para análise e auxiliarão as próximas etapas da investigação.

A Polícia Civil ainda apura a participação do suspeito em ocorrências análogas. As investigações prosseguem.

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações