Polícia Militar libera 334 pontos de bloqueios no Estado

Mais visitadas

Na Castelo Branco Batalhão de Choque da PM utilizou veículo blindado e lançador de água; Mais de 260 multas de R$ 100 mil foram aplicada no Estado

Tropa de Choque na Castelo Branco
Na Castelo Branco Batalhão de Choque da PM utilizou veículo blindado e lançador de água; Mais de 260 multas de R$ 100 mil foram aplicada no Estado. Foto: Reprodução/TV Globo

Até as 10 horas dessa quinta-feira (03/11), a Polícia Militar dissolveu 334 pontos de bloqueio e realizou 365 ações de liberação em avenidas da capital e em rodovias estaduais e federais em todo o estado de São Paulo. Mais de 260 multas, no valor de R$ 100 mil, foram aplicadas aos condutores que desrespeitaram a determinação de liberação das vias.

Os manifestantes não concordam com o resultado das eleições que derem vitória a Luiz Inácio Lula da Silva no dia 30 de outubro.

Na segunda-feira (31/101), 13 pontos foram liberados, na terça-feira (01/11) foram 64 e, nesta quarta (02/11) foram 208 vias desobstruídas. A atuação das tropas do Choque, dos Baeps e dos comandos de policiamento locais possibilitou a rápida remoção dos bloqueios, garantindo o direito de ir e vir da população.

Na tarde desta quarta, a Rodovia Castello Branco foi liberada por equipes do Batalhão de Choque da PM por meio de ação de controle de distúrbios, em que foram utilizados o veículo lançador de água e o veículo blindado guardião. Não houve registro de feridos.

Em Paulínia, policiais militares realizaram a desobstrução de estradas e saídas de importantes distribuidoras da cidade. Após a ação, a Polícia Civil foi acionada e realizou diligências nas refinarias. Agentes da Delegacia de Paulínia se deslocaram para outro ponto, na Rodovia SP 332, onde a equipe dialogou com um grupo de pessoas que estava no acostamento da via.

Rodovia Castelo Branco bloqueada
Polícia Militar libera 334 pontos de bloqueios no Estado. Foto: Reprodução/TV Globo

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações