Polícia divulga retrato falado de assassino de motorista de aplicativo

Crime aconteceu no domingo quando condutora do veículo foi buscar duas passageiras em um baile funk em Diadema

 

Retrato falado de assassino de motorista de aplicativo é divulgado pela Polícia Civil. Foto: DivulgaçãoPolícia Civil

O retrato falado do assassino que matou em Diadema no domingo (15/09) uma motorista de aplicativo foi divulgado nesta terça-feira (17/09) pela Polícia Civil. Adriana Márcia de Almeida, de 46 anos, foi morta por volta da meia noite de domingo (15/09), quando foi buscar duas passageiras em um baile funk, na avenida Fundibem, no Jardim Casa Grande.

De acordo com a Polícia, a expectativa é de encontrar o criminoso com a divulgação do retrato falado, que foi baseado em relatos de testemunhas.  Pelas informações passadas, se trata de um homem magro, entre 20 e 25 anos de idade, cabelos curtos e possui cavanhaque. Ele tem cor parda e cerca de 1,70 metro de altura.

O crime chocou os moradores e gerou protestos de motoristas de aplicativos na segunda-feira (16/09), Quando Adriana chegou ao local onde as passageiras tinham chamado, um bandido entrou no veículo com as mulheres e anunciou o assalto.

Adriana acelerou o carro e acabou levando um tiro no pescoço. As duas passageiras não foram feridas e ainda conversaram com a motorista para aclamá-la e chamar a ambulância, mas a motorista morreu no local.

De acordo com a Polícia, o mesmo homem havia assaltado outro motorista de aplicativo antes de assassinar Adriana, mãe de um filho de 24 anos e avó de uma menina de três anos.