Polícia Civil prende 37 pessoas por rinha internacional de cachorros

Dentre os detidos estavam apostadores, criadores e treinadores dos animais, além de dois médicos, sendo um veterinário

Animais foram localizados feridos e detidos foram enquadrados em crimes de maus-tratos. Foto: Divulgação Polícia Civil

 

A Polícia Civil de São Paulo, em parceria com a Delegacia de Proteção do Meio Ambiente da Polícia Civil do Paraná, prendeu na noite de sábado (14/12) 37 pessoas e desarticulou um evento de lutas clandestinas de cães em Mairiporã, região metropolitana de São Paulo. Ao todo, 26 lutas estavam previstas para ocorrer no local. Dezoito animais da raça pit bull, quase todos feridos em razão das rinhas, foram encontrados no local, além da carcaça de outro cão.

Dentre os detidos estavam apostadores, criadores e treinadores dos animais, além de dois médicos, sendo um veterinário. Ao menos cinco estrangeiros foram detidos também: um americano, dois peruanos e dois mexicanos. Os animais foram resgatados e mantidos sob escolta policial, aguardando transferência para um local adequado.

Participaram da ação agentes da 2ª Delegacia de Investigações sobre Infrações de Maus Tratos a Animais (DIMA), do DPPC, do Departamento de Operações Policiais Estratégicas (Dope), além dos policiais paranaenses. As equipes policiais apreenderam envelopes com anotações referentes às apostas, aparelhos celulares, troféus, camisetas do evento, planilhas das lutas, medicamentos ilegais, seringas, e outros insumos hospitalares foram apreendidos.

Os detidos foram autuados pelos crimes de maus tratos a animais, resistência e contravenção penal de aposta em jogo de azar e permaneceram à disposição da Justiça.

 

Dentre os detidos estavam apostadores, criadores e treinadores dos animais, além de dois médicos, sendo um veterinário. Foto: Divulgação/Polícia Civil

1 Comentário

Comments are closed.