15 de junho de 2021

Parentes, amigos e apoiadores se despedem de Bruno Covas

Mais visitadas

Corpo do prefeito seguiu em cortejo pelo centro da capital paulista até Santos para ser enterrado no mesmo túmulo que o seu avô Mário Covas

 

Corpo do prefeito seguiu em cortejo pelo centro da capital paulista até Santos para ser enterrado em Santos. Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

O corpo do prefeito de São Paulo, Bruno Covas, seguiu em cortejo pelas ruas do centro da capital paulista após ter sido velado, neste domingo (16), na sede da prefeitura, no Viaduto do Chá.

A mãe de Bruno Covas, Renata Covas Lopes, seu pai Pedro Mauro Lopes, e seu irmão, Gustavo Costa Lopes, acompanharam a cerimônia. O governador João Doria e sua mulher, Bia, também estiveram presentes, além do atual prefeito Ricardo Nunes (MDB). O ex-vereador Mário Covas Neto, tio de Bruno, fez a leitura de trechos da missa que  durou aproximadamente 50 minutos.

O velório, na sede da prefeitura, foi restrito a familiares e a um grupo pequeno de amigos. A missa de corpo presente foi celebrada pelo padre Rosalvino, da Obra Social Dom Bosco. A cerimônia, no hall monumental do prédio, foi acompanhada por Ricardo Nunes e pelo governador João Doria.

O momento mais emocionante e que levaram muitas pessoas às lágrimas foi quando o filho Thomaz, de 15 anos, se despediu do pai lhe dando um abraço. O filho também fez questão de ajudar a carregar o caixão até o caminhão do Corpo de Bombeiros. Sobre o caixão fechado foram colocadas as bandeiras do Brasil e de São Paulo.

Filho de Bruno Covas o abraça e levou muitas pessoas às lágrimas. Foto: Reprodução

Parentes seguiram de carro o caminhão do corpo de bombeiros e apoiadores e simpatizantes acompanharam a passagem pelas vias da cidade. Um grupo maior ficou concentrado na Avenida Paulista.

Bruno Covas morreu às 8h20 deste domingo (16/05), aos 41 anos, em decorrência do câncer da transição esôfago-gástrica e de complicações do tratamento. Ele estava internado no Hospital Sírio-Libanês. O vice-prefeito Ricardo Nunes assumiu definitivamente o cargo ainda na manhã deste domingo.

O enterro foi no Cemitério do Paquetá, em Santos, cidade natal de de Bruno Covas. Lá ele foi sepultado no mesmo túmulo de Mário Covas, ex-governador do Estado e avô de Bruno, que também morreu em decorrência de um câncer. (Com Agência Brasil)

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações