17 de maio de 2021

Para Sto.André, não faz sentido consumidor se deslocar à Capital para fazer compras

Mais visitadas

Prefeitura emitiu nota oficial na qual diz que manterá escritórios e concessionárias de veículos em funcionamento

 

Prefeitura emitiu nota oficial na qual diz que manterá por meio de decreto concessionárias de veículos em funcionamento na cidade. Foto: Divulgação

 

A Prefeitura de Santo André emitiu uma nota oficial nesta segunda-feira (08/06) na qual diz que não faz sentido manter alguns estabelecimentos fechados enquanto os da capital estão abertos. O governo afirma que manterá escritórios e concessionárias de veículos em funcionamento para que os consumidores não precisem se deslocar até São Paulo.

Também afirmou que o Ministério Púbico deu o prazo de 72 horas para se manifestar sobre o  decreto que autorizou a abertura gradual do comércio.

Leia a Íntegra da nota:

“Santo André defende o princípio da isonomia, para garantir a proteção das pessoas e evitar aglomerações. O cuidado em manter o distanciamento social preconizou, até aqui, todas as nossas ações. Desta forma, não faz sentido que o consumidor andreense se desloque à Capital para fazer as suas compras e também não é coerente que ocorra o inverso, aumentando o fluxo de pessoas em locomoção. Por isso, o aspecto regional tem forte peso para conter o avanço do novo coronavírus. Quanto mais espaçada ocorrer a flexibilização, menores as chances de aglomeração e menor a rapidez de contágio.      

Por isso, iniciamos um planejamento bastante criterioso para estabelecer a retomada gradual e segura das atividades econômicas. Decisão esta pautada pelos números positivos conquistados por meio da estruturação da Saúde, ampliação da capacidade hospitalar instalada e das ações de combate e contenção do novo coronavírus, em linha com as orientações dos órgãos de Saúde e também dos governos Estadual e Federal. 

Diversas outras práticas destacaram o município como referência no combate ao novo coronavírus, como o atendimento humanizado aos pacientes e a instalação de dois hospitais de campanha, no Complexo Esportivo Pedro Dell’Antonia e no Estádio Bruno José Daniel, além de um terceiro hospital, na UFABC, pronto para uso que, juntos, totalizam mais de 400 novos leitos para pacientes de Covid-19.  

Essas ações, somadas aos Pit Stops da Prevenção, tendas de orientação, aferição de temperatura, disponibilização de álcool em gel, distribuição de máscaras, sanitização de ruas e calçadas, além de uma ampla testagem em massa, que já testou mais de 20 mil pessoas da linha de frente de serviços essenciais, nos habilitaram a apresentar um plano seguro para retomar algumas atividades.  

Com o objetivo de evitar o aumento da circulação de pessoas até a Capital e, consequentemente, a circulação do coronavírus, publicamos no último sábado (06/06) decreto para a reabertura de concessionárias, revendedoras de automóveis e escritórios de prestação de serviços, sempre atentando ao protocolo sanitário de distanciamento seguro, controle de fluxo, horário reduzido e disponibilização de álcool em gel 70%.      

E, na tarde desta segunda-feira (08/06), recebemos prazo de 72 horas para nos manifestarmos ao Ministério Público, que acatou a nossa petição. Movimento que nos deixa otimistas de podermos avançar à faixa laranja do Plano São Paulo do Governo do Estado, que libera a reabertura parcial de alguns serviços.        

Com a taxa de ocupação geral de leitos para tratamento de Covid-19 em 46% (públicos e privados), Santo André está credenciada à flexibilização que o plano estadual propõe, sempre pautada na Saúde, na Ciência e também na decisão da Justiça, aspectos amplamente defendidos pelo governador João Doria na última coletiva de imprensa”.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações