Para incentivar leitura, escritora doa cerca de mil livros em Santo André

Com projeto voluntário, autora já distribuiu em vários países 62 mil exemplares 

 

Escritora já dou 62 mil livros pelo mundo, sendo 930 em Santo André. Foto: Divulgação

Para incentivar hábito pela leitura, a escritora Ana Stoppa já dou 930 livros para escolas municipais e estaduais de Santo André, cidade onde nasceu. Só na última sexta-feira foram 280 alunos da Emeief Comendador Piero Pollone, no bairro Cidade São Jorge, contemplados com exemplares. E não é só Santo André que foi contemplada com esse projeto. Além de várias regiões do Brasil, outros países, como Itália, Portugal e Moçambique receberam a doação da autora, um total de 62 mil. A meta é atingir a meta de 100 mil nos gêneros de literatura infantil e infantojuvenil.

Esse projeto voluntário inciou em 2012 e o conteúdo tem foco no meio ambiente. “Me sinto extremamente feliz, primeiro por estar incentivando o hábito da leitura para a criança, pois só o conhecimento liberta, e porque também estou tentando devolver a minha singela contribuição para a sociedade. Nós somos transitórios, estamos nesse mundo sim para desfrutá-lo, mas também para deixá-lo melhor. Eu acredito que o bem sempre vence e se você quer receber carinho, você planta carinho”, disse a escritora.

A diretora da escola Comendador Piero Pollone, Dalva Elisabete Depizol Castilho, disse que as histórias dos livros de Ana Stoppa foram trabalhadas pelos professores dentro da sala de aula de várias formas, desde interpretação de texto à elaboração de desenhos. “Essa doação contribui muito, pois a leitura auxilia na ampliação do vocabulário das crianças. Nós já temos um projeto de biblioteca circulante, onde os alunos levam um livro para casa nos finais de semana e fazem a leitura com os pais. É um fase importante para eles desenvolverem isso”, concluiu.