25 de junho de 2021

Oficina de percussão Ritmos do Mundo e DJ Set são atrações em S.Caetano

Mais visitadas

Atividades com Daniel Puertorico e Ruy Rascassi são opções culturais sem sair de casa

Oficina de percussão “Ritmos do Mundo”, com Daniel Puertorico, foi aprovada no edital da Secretaria de Cultura. Foto: Divulgação/PSCS

Além de ser uma importante fonte de renda para os trabalhadores e empreendedores que representam um dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19, a Lei Aldir Blanc, de auxílio emergencial ao setor cultural, vem beneficiando cada vez mais pessoas, dentro e fora de São Caetano, a consumir cultura gratuitamente e de maneira segura, bem como a aprimorar conhecimentos por meio de cursos de capacitação online.

A oficina de percussão “Ritmos do Mundo”, com Daniel Puertorico, foi aprovada no edital da Secult que destina subsídios a espaços e territórios de uso cultural no município, em atendimento ao Inciso II da Lei Aldir Blanc. As videoaulas estão divididas em módulos: Iniciação à percussão, Ritmos do Brasil: Nordeste, Ritmos afro-brasileiros, árabes, latinos, africanos, indianos e Ritmos do mundo. As primeiras já estão disponíveis no link: youtube.com/channel/UCfUR66JIBWlBphGFSoD6kNw.

O espaço contemplado, a Casulo Produções, presta serviços de agenciamento de artistas e realiza eventos musicais, de shows a festivais. “O subsídio veio como um tubo de oxigênio para conseguirmos segurar um pouco mais as coisas, já que ficamos parados praticamente durante todo o ano de 2020. Já estávamos no vermelho, colocando dinheiro do bolso para segurar despesas operacionais”, explica Ruy Rascassi, diretor artístico e executivo da empresa. “Utilizamos a verba, enfim, para nos adaptarmos à nova realidade digital. Acredito que, mesmo depois que a pandemia tiver passado, será um caminho sem volta: o fazer cultural será híbrido, entre o digital e o presencial”, prevê.

Rascassi, que é contrabaixista e produtor da Nômade Orquestra, explica que a Casulo foi criada, em 2013, para oferecer o suporte necessário à banda: selo (distribuição e promoção), planejamento estratégico, venda de shows e produção artística. “Depois fomos expandindo e atendendo a outros artistas”, conta. Criada em 2012, a Nômade Orquestra desenvolve um trabalho autoral de música instrumental com influências do funk 70, jazz, dub, rock, afro beat, ethio grooves e outras expressões.

videoaulas estão divididas em módulos: Iniciação à percussão, Ritmos do Brasil: Nordeste, Ritmos afro-brasileiros, árabes, latinos, africanos, indianos e Ritmos do mundo. Foto: Divulgação/PSCS

PASSAGEM DE SOM
Além da oficina de percussão, oferecida como contrapartida ao subsídio recebido pela produtora, o músico teve o projeto “Passagem de Som – Uma viagem musical” aprovado no edital da Secult de premiação a atividades artístico-culturais, com base no Inciso III da Lei Aldir Blanc.

“A proposta é de um DJ Set, que seria realizado na estação de trem, mas teve de ser readequado para o formato online por conta das medidas de segurança vigentes para evitar o contágio da Covid-19”. Três vídeos integram o projeto – Wild World Trip, Radio ABC Trip e Instrumental Trip – disponíveis em: morningbirdsmusic.com e no Youtube: youtube.com/channel/UChRh0ZwS3t6PudvpHQzmK5Q. A discotecagem é do próprio Ruy Rascassi.

Conheça os trabalhos aprovados com os recursos da Lei Aldir Blanc em São Caetano pelas redes sociais da Secult: facebook.com/agendaculturalscs, instagram.com/secultscs e youtube.com/secultscs, ou por meio do Mapa Cultural: mapacultural.saocaetanodosul.sp.gov.br/projeto/3845.

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações