Na reta final das filiações, políticos do ABCD trocam de partido

Com mudanças de legendas, intenção é aumentar chances de se elegerem nas eleições deste ano

 

Após 23 anos, Fábio Palacio deixou o PR para se filiar ao PSD. Foto: Divulgação

Na reta final para a troca de filiações partidárias para quem deseja disputar as eleições deste ano, políticos do ABCD fizeram a dança das cadeiras com o objetivo de aumentar as chances de se elegerem.

Entre os políticos que optaram por mudança de legenda está Donisete Braga, ex-prefeito de Mauá (2013 a 20016), que após 30 anos de permanência no PT se filiou no Pros para disputar como deputado federal. Na legenda petista ,o ex-prefeito teria de obter 100 mil votos, que é a linha de corte no Partido dos Trabalhadores. Donisete já foi deputado estadual por três mandatos.

Depois de mais de duas décadas no PR, o ex-vereador de São Caetano e ex-secretário executivo do Consórcio Intermunicipal do ABC Fábio Palacio se filiou no PSD, do ministro Gilberto Kassab. Ocorre que o ex-partido vai apoiar a candidatura de Márcio França (PSB) ao governo do Estado e o desejo de Palacio é subir no palanque de João Dória (PSDB).

“Eu já não estava confortável com o PR em caminhar junto com outras candidaturas socialistas e na incerteza de como o partido se comportaria no cenário nacional. O PSD está firme junto ao Geraldo Alckmin e ao João Doria”, disse Fabio Palacio.

O mesmo aconteceu em São Bernardo com o vice-prefeito da cidade, Marcelo Lima, que também foi para o PSD. Ele deixou o o Solidariedade , porque a legenda apoiará outros nomes neste pleito: Márcio França, para governador e Rodrigo Maia (DEM) para presidente.

O ex-prefeito de Santo André Aidan Ravin, que teve passagens pelo PTB e pelo PSB ,agora, foi para o Podemos, pelo qual o senador Alváro Dias disputará a Presidência da República.

Também em Santo André, o ex-vereador e ex-secretário de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura Ailton Lima trocou o Solidariedade pelo PSD.

Outros políticos no ABC que se filiaram em outras siglas nos últimos dias foi Admir Ferro, ex-vereador de São Bernardo e ex-secretário de Educação, que foi para o PSB, o ex-prefeito de Ribeirão Pires Saulo Benevides que trocou o PHS pelo Avante e Thiago Auricchio, filho do prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior (PSDB), que foi para o PPS.

O presidente da Câmara de Santo André, Almir Cicote, foi um dos últimos a anunciar sua desfiliação do PSB para ingressar no Avante. O ex-prefeito de São Caetano também deixou para a última hora deixar o PMDB para se filiar ao DEM.