Mulher é morta pelo companheiro com uma tesoura em São Bernardo

Mais visitadas

Assassino foi preso bebendo com amigos e demonstrou não estar arrependido; ele disse que faria um churrasco com parentes e amigos na tarde deste sábado

rua visconde de araruama
Crime aconteceu na rua Visconde de Araruana, no bairro Ferrazópolis. Foto: Reprodução/Google

Uma mulher, identificada como Andressa Leite dos Santos, foi morta na madrugada deste sábado (05/03) pelo companheiro Francisco Amario de Souza Filho, na avenida Visconde de Araruama, no bairro Ferrazópolis, em São Bernardo.

O crime ocorreu por volta das 3h, momento em que a Polícia foi acionada. Quando os PMs chegaram, encontraram a mulher caída na casa com diversos ferimentos na região toráxica, bem como no pescoço. Havia uma tesoura de costureira encravada no rosto da vítima.

O agressor havia fugido quando a Polícia chegou, mas ele foi localizado no cruzamento das ruas Vanda Bueno Coelho e Joaquim José Maia. O homem confessou o crime e disse que tirou a vida da companheira por ciúmes. Ele alegou suposta traição.

De acordo com o Boletim de Ocorrência, o homem estava bastante exaltado e não demonstrava estar arrependido, pois estava bebendo com amigos e disse, claramente, que faria um churrasco na tarde deste sábado com amigos e parentes.

Um das vizinhas do casal contou à Polícia que ouviu gritos de socorro, ruídos de pancadas e, de repente, tudo silenciou. Segundo o BO, a PM foi acionada e foi indicada a casa. Os agentes chamaram na frente da porta e ninguém atendeu, testaram a maçaneta e ingressaram na casa, onde avistaram a vítima caída em decúbito dorsal no chão da cozinha, em meio à grande quantidade de sangue e tendo uma tesoura cravada no olho direito. A vítima não apresentava sinais vitais aparentes e foi acionado o SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que contatou o óbito no local

Testemunha

Na delegacia testemunhas contaram que ouviram parte da briga. Durante a discussão do casal, uma vizinha ainda ouviu gritos da vítima: “Eu não fiz nada, juro por tudo o que é mais sagrado que eu não fiz nada”.

Ouviu também o agressor Francisco dizer: “Ou você confessa ou eu vou te torturar até você falar”.

Segundo o Boletim de Ocorrência, testemunhas afirmaram que depois disso ele deixou a casa tranquilamente depois de matar a companheira e ao ser questionado por um vizinho sobre Andressa afirmou que ela havia dormindo.

O caso foi registrado no 1º DP  (Distrito Policial) de São Bernardo.

Mais publicações

1 COMENTÁRIO

  1. Conheci ela , uma boa pessoa talvez seja eu o motivo dessa morte , estou inconformado . Sentirei muito a sua falta . Esteja em paz Andressa jamais te esquecerei meu anjo .

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações