22 de outubro de 2021

Mulher de 104 anos é a primeira idosa vacinada contra covid em S.Caetano

Mais visitadas

Com muito bom humor, Luiza Campoi , foi imunizada nesta sexta-feira no Lar Nossa Senhora das Mercedes; outros 580 idosos serão vacinados  na cidade

 

Com muito bom humor, Luiza Campoi , foi imunizada nesta sexta-feira no Lar Nossa Senhora das Mercedes; outros 580 idosos serão vacinados  na cidade. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

 

A Prefeitura de São Caetano do Sul iniciou nesta sexta-feira (22/01) a imunização de asilados e cuidadores das ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Idosos). O início da vacinação foi no Lar Nossa Senhora das Mercedes, no Bairro Santa Maria, onde 108 pessoas receberam a primeira dose da vacina contra covid-19.

A primeira idosa vacinada foi a senhora Luiza Peinado Campoi, de 104 anos. “A vacina é muito necessária. Já passei por tanta coisa, a vacina só vem para melhorar”, afirmou a idosa, ao esbanjar alegria ao receber o imunizante.

Aos 104 anos, ela ainda brinca, conversa com todos e faz questão de dizer: “estou me sentindo joia, ainda leio e escrevo”, disse Dona Luiza que venceu a covid em maio do ano passado, quando esteve internada no Hospital de Campanha por 15 dias.

A secretária de Saúde, Regina Mara Zetone, afirmou que antes de tomar a vacina a idosa fez exames que demonstraram que ela já não tem mais anticorpos que impediram a reinfeção. “Um mês depois de recuperada, já não tinha mais anticorpos, assim como outros que já tiveram a doença. A vacina é uma proteção para eles, pois temos visto aumentar os casos de reinfecção”, explicou a secretária.

 

Mulher de 104 anos venceu a covid-19 em maio do ano passado e comemorou a vacinação com alegria. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

 

Outras idosas vacinadas nesta sexta-feira foram Felícia San Juan Veja, de 100 anos; Iraci Galão, de 86 anos, e Zilá de Barros, de 81. “Essa doença está muito avançada, nós não víamos a hora de tomar a vacina”, comemorou Zilá.

Na próxima semana, as outras 17 ILPIs serão visitadas pelas equipes de vacinação. “Vamos imunizar 1.057 asilados e funcionários. Essa vacina representa uma grande conquista depois de um árduo trabalho que realizamos, por meio de um sistema de vigilância epidemiológica, ao longo de 2020. Tivemos 14 surtos, que conseguimos combater tanto nas instituições filantrópicas quanto privadas. Evitamos que a mortalidade fosse maior que a ocorrida, cerca de 3%”, disse Regina Maura Zetone.

Recentemente, a cidade recebeu o primeiro lugar em premiação durante o Congresso Paulista de Infectologia apresentando o case “Controle da transmissão do SARS Cov 2 em Instituições de Longa Permanência para Idosos”. O projeto foi classificado como melhor trabalho científico apresentado durante o congresso, que avaliou mais de 580 trabalhos e contou com a participação de mais de 1.900 pessoas.

O prefeito Tite Campanella, que prestigiou o início da vacinação na instituição, afirmou que a cidade está estruturada e preparada para atender com tranquilidade à população. “Desde quarta-feira temos feito um trabalho constante nos hospitais da cidade, imunizando os profissionais que atuam diretamente no combate à pandemia. Nesta quinta-feira, finalizamos a imunização dos profissionais do SAMU e agora, seguiremos vacinando os idosos institucionalizados”, destacou.

 

Zilá de Barros, de 81 anos, afirmou que estava ansiosa para tomar a vacina contra a covid-19. Foto: Divulgação/PSCS-Letícia Teixeira

 

 

 

Mais publicações

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Últimas publicações